Rock de Boa chega a Uberlândia

por INVENTÓRIO


Para além de qualquer rivalidade que ainda exista entre Araguari e Uberlândia, há um ambiente de intensa colaboração entre músicos das cidades vizinhas. A dobradinha acontece novamente no domingo (12), quando o Rock de Boa aterrissa em Uberlândia. O festival, que brotou da cena underground de Araguari em 2014 trazendo novos ares, será realizado pela primeira vez em Uberlândia. Além de shows com quatro bandas das duas cidades, haverá discotecagem com convidados e exposição de livros publicados pela Editora Subsolo.

Promovido pelo coletivo Junkie Box, o Rock de Boa é resultado de uma parceria com os mesmos produtores do Cachu Rock Festival, que na primeira edição reuniu um público de 300 pessoas às margens da cachoeira Queda D’àgua, em Araguari. “A ideia é abrir espaço para projetos mais experimentais, o menos do mesmo. Além de ser um ambiente para múltiplas conexões”, disse Rodrigo Semfim, da Junkie Box.


Araguari traz ao evento uma sonoridade setentista, com bandas autorais, que somam ao repertório os clássicos do rock. Pela primeira vez em Uberlândia, a Revolta Blues apresenta parte das composições que vão integrar o primeiro disco, previsto para este ano. A banda, que volta ao palco do Carmelita depois de apresentar um tributo ao Black Sabbath no extinto Porão Bar, também traz Jimi Hendrix, Led Zeppelin e GrandFunk Railroad no repertório.  

O dia também é de estréia para a banda Clandestinos, que faz a primeira aparição. O projeto solo de André Clandestino, compositor e vocalista da banda Canábicos, apresenta versões acústicas de canções autorais compostas nos quase 20 anos de percurso musical, além de versões de The Doors, The Beatles e Nirvana.

Os anfitriões de Uberlândia chegam ao Rock de Boa com o bom e velho punk rock. Os garotos da Pulmão Negro fazem um punk divertido, totalmente autoral, com letras rasgadas e muita atitude. Criada em 2014, a banda já passou por palcos, como de festivais, como Timbre e Doidimai. Já a veterana Dinossauros Modernos apresenta nova formação – Júlio no baixo, Podrão na guitarra, Chicão na bateria e Carlos no vocal, mas mantém a proposta de uma música simples, direta e ideológica. No repertório, estão sons próprios, clássicos do punk rock e novas composições, que também vão entrar no próximo disco da banda.  


SERVIÇO: A quarta edição do Rock de Boa acontece no domingo (12), a partir das 16h, no Restaurante Carmelita: avenida Nicomedes Alves dos Santos, 115, Centro. Os ingressos custam R$ 10 e vão ser vendidos durante o evento.

 

 

Categorias: Leia Também

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.