Modernização no campo abre espaço para profissionais de novas áreas

Além do tradicional trabalho nos cuidados com animais e plantações, agronegócio também passou a ser oportunidade para profissionais de fotografia. Em breve, fotógrafo de Uberlândia terá trabalho publicado em revista nacional de agronegócios.
Segundo dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o agronegócio representou 49,6% das exportações totais do Brasil nestes sete meses de 2016. Entre janeiro e julho, as vendas externas do setor chegaram a US$ 52,8 bilhões, crescimento de quase 1% em relação ao mesmo período de 2015. Mesmo com queda nas importações, o saldo comercial do setor ficou positivo em US$ 45,58 bilhões. Dados foram divulgados pela Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio do Mapa, em 8 de agosto.
Os resultados nas exportações estão diretamente ligados à qualidade dos produtos nacionais. Nos últimos anos, agronegócio vem se modernizando para aumentar a produção e atender as exigências do mercado. Mas a modernização vai além do maquinário e das técnicas de melhoramento da produção sendo que alguns animais chegaram ao patamar de celebridades e recebem atenção também das câmeras.
Recentemente, as lentes do fotógrafo de Uberlândia, Douglas Luzz, se voltaram para este público durante a sessão fotográfica para uma revista nacional da área do agronegócio. “Fotografar para uma publicação nacional, além de ser uma experiência gratificante, é uma oportunidade de projetar nosso trabalho para todo o país”, revela Luzz.
Luzz comenta que este tipo de trabalho também possibilita apresentar ao público o potencial econômico que o Brasil possui no agronegócio. “Outra opção muito utilizada para fotografar grandes plantações ou rebanhos é a fotografia aérea, pois ela permite fazer belas imagens e dimensionar o potencial da estrutura disponível para investimento neste setor”, destaca.

Categorias: Leia Também

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.