Fundação CDL abre inscrições para nova turma CDL Aprendiz

O número de jovens que procura por uma vaga no mercado de trabalho não para de crescer. Neste sentido, o CDL Aprendiz, projeto implantado há seis anos pela Fundação CDL, facilitou a vida dos jovens que almejam conseguir um trabalho com carteira assinada, bem como a dos empresários que são obrigados a contratar aprendizes, de acordo com o percentual exigido por lei (art. 429 da CLT). Com o apoio da Fundação CDL, essas empresas recebem jovens mais preparados. “É uma troca: eles vão com a teoria e as empresas ensinam a prática”, disse a coordenadora da Fundação CDL, Bânia Vieira Poli.

De 2009 para 2014, a Fundação CDL registrou um aumento 500% no número de jovens aprendizes qualificados pela instituição. “A primeira turma aberta em 2009 contava com 40 alunos, hoje são 205 jovens distribuídos em sete turmas. O número de empresas parceiras no projeto também cresceu. No início eram 17, hoje 55 empresas são parceiras”, contou.

O estudante João Pedro Rezende de 18 anos conta que o projeto o ajudou a amadurecer e a administrar o dinheiro que ganha. “Consegui uma vaga de trabalho na Eletrosom e posso usar meu dinheiro para comprar o que preciso e fazer planos. Meu objetivo é guardar um pouco a cada mês para tirar minha carteira de habilitação”, disse o jovem.

A novidade, segundo Bânia Vieira Poli é que a Fundação CDL aprovou no Ministério do Trabalho a Aprendizagem Bancária, realizando em dezembro a parceria com o Banco do Brasil. “Isso torna a Fundação CDL preparada para realizar parcerias com todo o segmento de empresas e bancos, tanto na Aprendizagem Administrativa quanto Bancária”, conta.

Banco de cadastro

A Fundação CDL possui um atendimento para o cadastro de currículo dos jovens e o processo é realizado durante todo o ano. Após o cadastro, os candidatos são convocados para o processo seletivo na sede da instituição. “Na primeira etapa, os candidatos são avaliados por meio de provas de conhecimentos básicos de português e matemática, além de questões de raciocínio lógico. Vale ressaltar que, a vaga de aprendiz é definida em uma última entrevista nas empresas parceiras”, explicou a coordenadora da Fundação CDL.

A próxima turma, com 35 vagas, tem início em fevereiro. Para se inscrever, é preciso apresentar RG, CPF, Carteira de Trabalho e currículo com os dados pessoais, escolaridade, informações dos cursos realizados e experiência (se tiver). A declaração escolar atualizada e uma foto 3×4 serão solicitadas posteriormente a seleção.

Desde 2009, mais de 100 jovens foram efetivados.

Mais informações pelo telefone 3239-3456.

Serifa Comunicação

Categorias: Leia Também

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.