Endometriose acomete cada vez mais as mulheres

Uma das doenças ginecológicas que mais têm levado as mulheres aos consultórios médicos é a endometriose. De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose, entre 10% e 15% das mulheres em idade fértil são acometidas pelo problema caracterizado pelo implante de substâncias do endométrio nos ovários, trompas e na parte externa do útero.

Fato confirmado pelo ginecologista do Madrecor Hospital de Uberlândia-MG, Dr. Wander Batista. “Cada vez mais recebemos mulheres com o problema. Em alguns casos, em função de dores abdominais fortes, em outros pela infertilidade”, afirma.

Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Aproximadamente 20% das mulheres têm apenas dor, 60% têm dor e infertilidade, e 20% somente infertilidade.

“É uma doença que não tem como prevenir. Por isso é importante consultar periodicamente o ginecologista que indicará exames de imagens, uma das maneiras mais adequadas para diagnosticar a doença que poderá ser confirmada, posteriormente, com exames laboratoriais específicos”, orienta Dr. Wander Batista.

Tratamento

O tratamento da endometriose pode ser feito por meio clínico ou cirúrgico, dependendo da gravidade.

O tratamento cirúrgico é feito através de laparoscopia (videolaparoscopia). Em alguns casos é possível eliminar apenas os focos da endometriose, por meio da eletrocauterização, ou as complicações que ela traz – como cistos, por exemplo. No entanto, em situações mais sérias, o procedimento precisará até remover os órgãos pélvicos afetados pela enfermidade.

Já o tratamento clínico é feito com o uso de medicamentos, como analgésicos, anti-inflamatórios e Dienogeste. Atualmente, também é possível reduzir os sintomas utilizando o DIU com levonorgestrel.

“O melhor tratamento é associação do clinico com o cirúrgico”, destaca Dr. Wander Batista.

Gravidez

Entre 30% e 40% das mulheres estéreis são acometidas pela endometriose. Todavia, a doença não impede a gravidez. “Desde que se faça um tratamento bem feito é possível que a mulher portadora da endometriose se engravide”, confirma Dr. Wander Batista.

Cura

A endometriose é uma doença que não existe cura permanente. O objetivo do tratamento é aliviar a dor e amenizar os outros sintomas, como favorecer a possibilidade de gravidez e diminuir as lesões endometrióticas.

Categorias: Leia Também

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.