Dia das Mães: Vestuários, acessórios e calçados devem liderar as intenções de compra

O Dia das Mães é a segunda data mais expressiva do ano para o comércio, ficando atrás apenas do Natal, entretanto, para este ano, a intenção de compras para o Dia das Mães em Uberlândia está aquém do esperado. É que para a maioria dos comerciantes (54%) as vendas não serão tão boas. Apenas 46% dos entrevistados estão otimistas, destes 33% apostam em um aumento favorável de até 5% e 36% acreditam em um crescimento de 5% a 10%.

Devido a situação econômica do país, mesmo com a aproximação do mês das mães, 97% dos empresários não pretendem contratar mão de obra temporária.

“Estes dados estão relacionados à atual situação econômica do país, que se agrava pela restrição de crédito ao consumidor, aumento da taxa de desemprego e alta taxa de juros. Por outro lado, o Dia das Mães continua sendo uma data importante para os filhos e também para o varejo e a data não passará em branco”, acredita Renata Barbosa, gerente de soluções e negócios da CDL Uberlândia.

Em relação aos presentes preferidos dos consumidores, os itens de vestuário, com 51,67%, mais uma vez, lideraram as intenções. Em seguida, apareceram os acessórios (33%) e calçados (12%). Pela experiência dos comerciantes, a maior parte (63%) deseja pagar com cartão de crédito e 24% acreditam receber por meio do crediário e/ou carnê.

Para atrair o consumidor, 73% dos entrevistados pretendem realizar promoções e o formato mais usado será o desconto. O restante vai optar por brindes.

Horário especial

Na semana que antecede o Dia das Mães (2 a 6/05), 78% dos associados entrevistados vão manter o horário de atendimento normal. Já 14,7% vão estender o horário até as 19h. No sábado (7/05), 68% dos associados vão manter horário normal de expediente e 10,6% atenderão até as 16h. No Domingo, 83% não pretendem abrir os seus estabelecimentos.

Categorias: Leia Também

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.