Cuidados com a saúde ocular no verão

Verão, sol forte, férias e a busca por atividades ao ar livre. Esta é uma combinação perfeita para a estação mais quente do ano, mas muitos se esquecem dos cuidados básicos com a saúde. Neste período é grande a quantidade de informações sobre a importância do uso do filtro solar para se prevenir da forte incidência dos raios ultravioletas na pele. Por outro lado, o que muitos esquecem é que estes raios também podem causar sérios danos aos olhos.

A exposição ao sol sem os cuidados necessários pode causar uma série danos graduais a visão, que muitas das vezes podem ser irreversíveis. O Dr. Marcelo Santos, oftalmologista da OMC – Oftalmo Medical Center, alerta para a necessidade do uso de óculos escuros adequados como prevenção aos efeitos dos raios solares. “O uso de óculos escuros é importante em qualquer época do ano, porém no verão se torna ainda mais necessário. Vale ressaltar que as lentes precisam ter a proteção contra raios UVA e UVB, pois caso os olhos fiquem expostos diretamente aos raios ultravioleta, isso pode causa degeneração da visão e até mesmo risco de cegueira”, afirma Dr. Marcelo.

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, 40% dos óculos comercializados no país são piratas, não tendo garantia da eficiência da proteção nas lentes. Segundo Dr. Marcelo, lentes que não oferecem a proteção necessária aos raios ultravioletas ainda podem causar dor de cabeça e desconforto visual. “Quando for escolher seus óculos escuros, busque sempre os que possuem proteção anti-UV”, ressalta Dr. Marcelo, ao lembrar que estes cuidados servem não apenas para adultos, mas para todas as idades, pois as crianças também precisam se precaver com os efeitos dos raios solares.

Conjuntivite

Além dos cuidados com os óculos, é necessário atentar-se neste período para o uso de piscinas sem o tratamento adequado, com excesso de cloro, e ainda praias com areias sujas e águas impróprias para o banho. Estes locais podem oferecer um risco alto para a proliferação de bactérias, vírus e fungos que colocam em risco a saúde ocular.

A conjuntivite é uma doença comum nesta época do ano e seu contágio pode se dar pode meio do mergulho em praias e piscinas contaminadas, que são formas costumeiras de transmissão. De acordo com o Dr. Marcelo Santos, os sintomas iniciais da conjuntivite são ardência, irritação e vermelhidão nos olhos. “Estes são alguns dos sintomas desta doença muito comum no verão. Trata-se de uma inflamação na conjuntiva, que é a membrana que envolve o globo ocular e a parte interna das pálpebras. O contágio se dá por meio do contato com o vírus, que além do mergulho em águas contaminadas, também ocorre pelo contato com a secreção ou em pertences pessoais de quem já está infectado, tais como óculos, maquiagem e toalha”, alerta Dr. Marcelo Santos.

Para quem sentir algum dos sintomas que remetem à conjuntivite a indicação é que procure um oftalmologista para fazer o diagnóstico correto, evitando o uso de medicamentos inadequados, sem a prescrição médica.

GA Comunicação

Categorias: Leia Também

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.