Articulação sacroilíaca pode ser causa de dor lombar

Segundo a Organização Mundial de Saúde, cerca de 80% da população vai apresentar manifestação de dor na região lombar. Estima-se que cerca de 5-10% das dores lombares crônicas sejam provenientes da articulação sacroilíaca, localizada no quadril, que liga o osso sacro ao osso ilíaco – parte lateral da “bacia”.

Responsáveis por suportar o peso do tronco, as articulações sacroilíacas estão suscetíveis a sofrer lesões ou inflamações. Atividades de alto impacto, artrite degenerativa, infecção da articulação ou aumento da mobilidade dessa articulação e gravidez, são as causas mais comuns para o aparecimento da dor no local.

Por apresentar sintomas parecidos com dor nas costas, dor na coluna lombar, hérnia de disco e radiculopatia (dor ao longo do nervo ciático que se expande para a perna), o diagnóstico dessa disfunção necessita de um nível de conhecimento maior.

O fisioterapeuta do ITC Vertebral em Uberlândia, Rodrigo Pacheco, explica que no tratamento desta disfunção restaura-se o equilíbrio pélvico, melhora da mobilidade articular, aumentar resistência e força da musculatura pélvica, abdominal e da extremidade inferior, conduzindo a uma melhora da estabilidade lombo-pélvica. “Utilizamos manobras de mobilização ou manipulação articular para alívio dos sintomas e em uma última etapa reintegramos o paciente em sua atividade física de rotina”, completa. Após o tratamento é necessário continuar os exercícios de fortalecimento, seja em casa e/ou academias.

A mulher é mais suscetível a manifestar este diagnóstico, pois apresenta maior mobilidade desta articulação devido a fatores hormonais. Quando ocorre o relaxamento necessário para o parto, este não se reverte totalmente, podendo ocorrer um deslocamento. Os homens, com menor frequência, ou as mulheres que não engravidaram, podem desenvolver esse problema ao praticar algum esporte que sobrecarregue a região.

Kompleta Comunicação

Categorias: Leia Também

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.