Projeto Cinema Vai à Escola da Uniube Uberlândia realiza ação em parceria com Colégio Gabarito

 

O Programa de Pós-graduação em Educação Básica – Mestrado Profissional da Uniube Uberlândia, juntamente com o Colégio Gabarito, realizará no dia 4 de setembro o projeto Cine Gabarito. O evento contará com a transmissão do documentário “Ilha das Flores”, de Mônica Schmiedt, aos alunos do colégio. Após a exibição, será promovido um debate sobre o tema com a mediação dos professores da Universidade, Dr. Fabrício Pelizer e Stenio Souza Marques.

O Cine Gabarito surgiu com objetivo de ampliar o projeto já existente na Uniube, “Cinema Vai à Escola”. A proposta, que despertou o interesse do colégio, é a de promover a educação e possibilitar o senso crítico para análises da história, atuação, e dos elementos e técnicas de filmagem sobre um determinado tema.

Além disso, o projeto tem como objetivos a contribuição para o desenvolvimento intelectual e cultural de alunos, professores, comunidade acadêmica da UNIUBE e comunidade escolar de Uberlândia; inserção social e educacional do Programa de Mestrado Profissional em Educação – Formação de Docentes para a Educação Básica e, também, o desenvolvimento cultural dos alunos e professores do Programa e do Curso de Pedagogia por meio de apresentações e debates de filmes.

Segundo o coordenador do Curso de Engenharia Ambiental e convidado para ser um dos mediadores do debate, Prof. Dr. Fabrício Pelizer, o projeto traz uma contribuição muito significativa para professores, profissionais e  alunos, por permitir vários olhares, reflexões e debate de ideias sobre temas atuais. Há sempre uma curiosidade, detalhe, ou uma leitura sobre os fatos e narrativas, que não se esgotam. São bem atuais e diferenciam a formação do estudante. “A parceria com o Colégio Gabarito é muito gratificante. Trata-se de uma instituição de ensino que leva a educação a sério, está aberta ao debate com profissionais e  comunidade e sabe que a formação do aluno vai muito além da sala de aula tradicional”, finaliza o professor.

Esclerose Múltipla: uma doença que não faz distinção

Alterações visuais, perda da força muscular, da coordenação motora ou equilíbrio, tontura e perda da sensibilidade, podem ser sintomas ligados à rotina estressante que muitos vivem. Entretanto, tais características podem estar associadas a algo muito mais grave: a Esclerose Múltipla, uma doença neurológica, crônica e autoimune, que provoca lesões cerebrais e medulares. Comemorado em 30 de agosto, o Dia Nacional de Conscientização Sobre Esclerose Múltipla, tem o objetivo de trazer informações sobre o tema.

Essa doença tem sido foco de estudos da Associação Brasileira de Esclerose Múltipla. De acordo com Departamento de Informática do SUS (DATASUS), no Brasil existem 35 mil portadores de Esclerose Múltipla e cerca de 13 mil em tratamento. A Organização Mundial de Saúde (OMS), estima que, atualmente, mais de 2,5 milhões no mundo tenham o diagnóstico.

A doença neurológica  mais comum na população entre 20 e 40 anos, principalmente  em mulheres. Ou seja, atinge principalmente adultos jovens, na fase ativa da vida. A Esclerose Múltipla tem alta prevalência, acomete sem distinções de classe social e, no Brasil, é uma doença pouco conhecida.

Esclerose Múltipla: uma doença que não faz distinção

Segundo o neurologista do Hospital Santa Genoveva, Vinicius Vasconcelos Teodoro, é possível conseguir qualidade de vida, apesar do diagnóstico. “A manifestação da doença ocorre em surto rápidos, com duração dos sintomas por poucos dias. Por isso o paciente acaba não dando muita importância àquelas pequenas alterações na força ou na sensibilidade, demorando a chegar ao profissional. O que pode atrasar o diagnóstico correto, em média, em quatro anos. Apesar disso, existem diversos medicamentos que auxiliam no controle dos sintomas e a reduzir a progressão da doença. Como têm um alto custo, vários deles são fornecidos pelo Estado”, afirma o médico.

Os fatores de risco são: idade, gênero, histórico familiar e a localização geográfica, sendo mais comum no hemisfério norte. Na maioria dos casos, o tratamento é medicamentoso; existem diversos medicamentos orais e parenterais, e multiprofissional com fisioterapia, terapia ocupacional e psicólogo. A decisão de qual melhor tratamento a seguir é tomada pelo médico especializado em conjunto com a família do paciente.

“É importante salientar que, mesmo com o diagnóstico de Esclerose Múltipla, é possível conseguir manter a qualidade de vida por meio de um bom tratamento médico-hospitalar”, finaliza o neurologista.

Cigarro é um dos principais causadores de câncer na região de cabeça e pescoço

 

 

 

Dia 29 de agosto é uma data importante para falar sobre um assunto que está em quase todas as rodas de conversa: o cigarro. Milhões de pessoas morrem todos os anos de doenças relacionadas ao cigarro. O Dia Nacional de Combate ao Fumo serve para conscientizar sobre os malefícios causados pelo tabagismo, uma campanha que faz parte da rotina hospitalar do Santa Genoveva.

O cigarro contém mais de 4 mil substâncias químicas, das quais 43 são cancerígenas e, por meio delas, aumentam o risco de câncer de pulmão, boca, garganta/laringe, pâncreas, bexiga, rins, ossos e vários outros. O cigarro é responsável por pelo menos 40% de todas elas. Segundo dados doInstituto Nacional de Câncer (INCA), o uso do cigarro causa, em média, 50 doenças diferentes e aproximadamente 200 mil mortes por ano no Brasil, o equivalente a 23 pessoas por hora. O tabagismo é responsável por 30% das mortes decorrentes de cânceres como boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga e colo do útero.

Estimativas doINCA apontam 7.670 novos casos de câncer de laringe em 2018, podendo ser 6.390 em homens e 1.280 em mulheres.

Para a oncologista do Hospital Santa Genoveva, Nathália Almeida, as estratégias de combate ao tabagismo são importantes para lembrar a população dos riscos que o cigarro traz para a saúde. “É uma medida de saúde pública que vem sendo adotada para diminuir de maneira geral a incidência de doenças causadas pelo cigarro e o câncer de laringe é um dos mais comuns que atinge a região da cabeça e pescoço, afetando principalmente pessoas entre 50 e 60 anos”, disse.

“As principais causas para o surgimento do câncer de laringe são o tabagismo e o consumo elevado de bebidas alcóolicas. Além disso, é importante salientar que o tabagismo passivo é um fator de risco para todas as doenças relacionadas ao cigarro”, completa.

Nathália garante que sempre é tempo de abandonar o hábito de fumar para evitar o aparecimento de qualquer doença, mas, também, é preciso estar atento  ao próprio corpo para notar qualquer anormalidade. “Caso descoberto em estágios iniciais, o câncer de laringe pode ser curado. Entretanto, as chances de a doença voltar são mais altas quando está relacionado ao cigarro, tornando a cura mais difícil”, finaliza a médica.

 

Sintomas

No caso do câncer de laringe,  caroços no pescoço ou inchaço das ínguas, rouquidão por período prolongado, dor de garganta que não melhora e dificuldade para engolir. Nessas situações, é sempre importante procurar o médico para avaliação mais detalhada dos sintomas.

 

Tratamentos

O tratamento depende do estágio em que a doença foi diagnosticada. Em casos mais precoces, que o tumor ainda está pequeno, recomendamos cirurgia, seguido de radioterapia e quimioterapia a depender do resultado. Em tumores maiores, damos preferência ao tratamento de radioterapia e quimioterapia concomitantes, o que exige uma equipe multidisciplinar composta por odontologia, nutrição, oncologia e radioterapia. Antes de iniciar o tratamento, é imprescindível uma avaliação com a odontologia, para avaliar o estado de preservação dos dentes.

Já o sucesso do tratamento para deixar de fumar depende do esforço em conjunto do paciente e da equipe multidisciplinar de saúde. As principais terapias farmacológicas são a reposição de nicotina, ansiolíticos e antidepressivos. Sozinhos, eles não têm a mesma eficácia quando associados com aconselhamento dos pacientes e familiares. Geralmente, são acompanhados por clínicos gerais, pneumologistas, psiquiatras e oncologistas.

 

O Hospital

O diferencial do serviço de oncologia do Hospital Santa Genoveva é a estrutura hospitalar agregada que dá suporte integral ao paciente com câncer em nível de internação, atendimento de urgência no pronto-socorro e conta com moderno centro cirúrgico, sala de procedimentos cirúrgicos guiados por imagens, além de unidade de terapia intensiva.

Cissa Guimarães e elenco voltam a Uberlândia para três únicas apresentações de Doidas e Santas

Eles estão de volta. Cissa Guimarães e Josie Antello vão lhe arrancar gargalhadas, ao lado de
Giuseppe Oristânio, na comédia Doidas e Santas, estrondoso sucesso que esteve em
Uberlândia, em maio de 2015, levando centenas de pessoas ao Teatro Municipal. Serão três
únicas apresentações, nos dias 17, 18 e 19 de agosto, sexta e sábado, às 20h30, e domingo, às
19h, no Teatro Municipal de Uberlândia.
Vista por mais de 250 mil pessoas entre Rio de Janeiro, São Paulo e mais de 22 cidades
brasileiras, a comédia romântica ‘Doidas e Santas’ se consagrou como um dos espetáculos de
maior sucesso da cena teatral carioca.
No palco, a psicanalista Beatriz (Cissa Guimarães) vive uma crise. Embora no auge da
carreira profissional, a vida pessoal anda um caos. Sua mãe, a extravagante dona Elda (Josie
Antello), voltou a morar com ela e vive às turras com sua filha adolescente (também Josie
Antello). E o marido Orlando (Giuseppe Oristânio), após vinte anos de casamento, está cada
vez mais distante, mais surdo, mais mudo, mais morno, mais jogado no sofá. Um casamento
acomodado e duas gerações em crise. Assim, não há “santa” que aguente, qualquer uma fica
“doida”.
Durante uma visita da irmã caçula, a solteirona – não tão convicta assim – Berenice (ainda
Josie Antello, numa impagável composição tríplice) tem uma conversa reveladora que faz
com que Beatriz decida dar um basta. Separa-se de um inconformado Orlando e resolve
abraçar os prazeres da vida e da juventude mais uma vez.
Sai para as noites, canta, dança, conhece um rapaz… Beatriz acha que preencheu o vazio, que
botou a vida nos trilhos. Até que uma longa conversa com a mãe, sobre o passado e as
esperanças para o futuro, faz reacender uma fagulha.
Pontos de vendas
Site megabileteria. com.
Bouclè Salon.
Em breve, anunciaremos outros pontos-de-venda presenciais
Uberlândia na Rota do Teatro
A peça “Doidas e Santas” é mais um esforço do produtor cultural Carlos Guimarães Coelho,
que já trouxe centenas de grandes espetáculos à cidade e é idealizador do projeto Uberlândia
na Rota de Teatro, que promove apresentações teatrais com renomados artistas e grupos
brasileiros. Só este ano, Guimarães já trouxe para o palco da nossa cidade, atores como
Antonio Fagundes, Christiane Torloni, Drica Moraes, Malvino Salvador, Mônica Martelli,,

além dos belíssimos e premiados musicais em homenagem ao grupo Mamonas Assassinas e
ao dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta Ariano Suassuna.

Serviço:
Doidas e Santas
Dias 17, 18 e 19 de Agosto de 2018
Local: Teatro Municipal de Uberlândia
Horários: Sexta e sábado, às 20h30, e domingo, às 19h.
Gênero: Comédia romântica
Classificação indicativa: 12 anos
Duração: 85 min.
Valores dos ingressos:
R$ 80,00 inteira, R$ 40,00 meia
Sessão com tradução de libras no dia 19/08

Muito mais que música, Mineiro Beat proporciona diversas experiências

Tudo bem que tem Lenine, Pabllo Vittar, Froid e mais 15 artistas, além de convidados. Tudo bem que tem parceiros de peso nos quesitos comida e bebida para agradar todos os gostos. Quer mais? Pode chegar que o Mineiro Beat vai proporcionar experiências que vão além da cultura, da gastronomia e das bebidas com álcool, como cerveja artesanal para maiores de 18 anos, ou sem.

Durante os dois dias do MB, sábado (11) e domingo (12), o rolê promete envolver os amantes de esportes radicais na área externa no Teatro Municipal. A estrutura contará com espaços para praticantes do slackline, skate, escalada, além do balão da Chilli Beans que levará a galera às alturas.

“Também teremos uma área verde da Horta Brasil para descanso com cadeiras e sombrinhas, além da Feira Mix onde a galera vai encontrar de tudo. Já são 20 expositores confirmados”, disse um dos produtores do festival, Felipe Gonçalves Oliveira.

E se bater aquela vontade de fazer uma tatuagem, relaxa que também vai rolar. O Mineiro Beat terá um estúdio com os profissionais Victor Rocha (GO), Paulo Miabara, Dhara Lima e Caio Honda. Sempre é hora de marcar na pele aquele momento especial.

O Mineiro Beat também oferecerá uma área de alimentação cheia de parceiros locais: Faca e Fogo com os melhores cortes de carne; Divino com comida vegetariana e vegana; Mazak com a culinária japonesa; Bali Burguer para aquele hambúrguer; Frango Frites com comidas artesanais; e Domino´s oferecendo a queridinha pizza.

Já as bebidas ficarão a cargo da nossa queridinha Guaraná Mineiro, que lança uma lata de refrigerante exclusiva do evento; e a Cervejaria Überbräu celebrando os 10 anos da marca. Tudo local, valorizando quem trabalha, produz, gera emprego e renda em Uberlândia.

O lado social também é levado a sério no MB 2018. Na data em que se comemora o Dia do Estudante, 11 de agosto, será realizado o Aulão Mineiro Beat para ajudar estudantes de baixa renda na preparação para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A atividade será das 14h às 16h, no auditório do Teatro Municipal. Os interessados deverão pagar um valor simbólico de R$ 30 e ainda ganharão um passaporte para os dois dias do festival.

E tem mais: o MB incentiva a meia social, que pode ser adquirida por qualquer um. É só comprar o ingresso e levar um quilo de alimento não perecível no dia do festival. Os alimentos arrecadados serão destinados a uma instituição, ainda em definição.

Se ainda não garantiu seu ingresso, corre que ainda dá tempo de comprar pelo site Ingresso Live e nas lojas Chilli Beans em Uberlândia e Araguari, podendo usar inclusive o seu cartão ValeCard. E tem mais, abrindo uma conta no Social Bank você compra ingresso com preço de primeiro lote e ainda ganha um copo promocional. Oloko!

O Mineiro Beat tem patrocínio do Guaraná Mineiro, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

LINE-UP

Sábado (11/08): Thascya convida Jade Baraldo, Pabllo Vittar, Froid, Mato Seco, Rimas e Melodias, Cícero, Udischool convida LKS, Muñoz e Sick.

Domingo (12/08): KVSH, Francisco El Hombre, Rincon Sapiência, Lenine, Venosa convida Beto Bruno, EPB Sessions, Trio Ângulo Mineiro convida Bocato e F. Rodovalho, Vaine convida Tiagobits e Kainã e Translúcido

Mineiro Beat 2018 em Uberlândia

Data: 11 e 12 de agosto (sábado e domingo)

Local: Teatro Municipal – Avenida Rondon Pacheco, 7070

Horário: 16h às 00h

Ingressos online: https://ingressolive.com/mineirobeat

Pontos de venda: Chilli Beans (Pratic Shopping, Center Shopping e Uberlândia Shopping) e em Araguari na rua Afonso Pena, 569

MB no Facebook: https://www.facebook.com/MineiroBeat/

Dois dias de rolê com atrações de peso já confirmadas no Mineiro Beat em Uberlândia

São 18 artistas que sobem ao palco nos dias 11 e 12 de agosto.

A menos de um mês para o melhor rolê de Uberlândia, o Mineiro Beat já tem fechadinha a relação de shows para essa edição 2018, que acontece nos dias 11 e 12 de agosto na área externa no Teatro Municipal.

Além de Lenine, Pablo Vittar, Rincón Sapiência, Francisco El Hombre, Cícero, Froid e os argentinos Translúcido, completam o line-up EPB Sessions, KVSH, Mato Seco, Muñoz, Rimas e Melodias, Sick, Thascya, Trio Ângulo Mineiro, Udischool, Vaine e Venosa.

De volta ao roteiro cultural de Uberlândia, a edição 2018 do Mineiro Beat promete superar sua própria marca de cinco mil pessoas no evento, como foi em 2016. As atividades do Mineiro Beat já foram iniciadas nas cidades de Patos de Minas e Uberaba com oMineiro Beat Sessions.

De tão uberlandense que é o evento, o Mineiro Beat oferecerá na área de alimentação apenas parceiros locais: Faca e Fogo com os melhores cortes de carne; Divino com comida vegetariana e vegana; Mazak com a culinária japonesa; Bali Burguer para aquele hambúrguer; Frango Frites com comidas artesanais; e Domino´s oferecendo a queridinha pizza.

Nas bebidas uma atração à parte com o tradicionalíssimo e queridinho da cidade o Guaraná Mineiro, que lança uma latinha de refrigerante exclusiva do evento. Tem ainda a Cervejaria Überbräu, celebrando os 10 anos da marca. Tudo local, valorizando quem trabalha, produz, gera emprego e renda em Uberlândia.

Os ingressos estão à venda no site Ingresso Online e nas lojas Chilli Beans em Uberlândia e Araguari. O MB também é voltado para ajudar o próximo e incentiva a meia social, que pode ser adquirida por qualquer um. É só comprar o ingresso e levar um quilo de alimento não perecível no dia do festival. Os alimentos arrecadados serão destinados a uma instituição, ainda em definição.

O Mineiro Beat tem patrocínio do Guaraná Mineiro, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

LINE-UP

Sábado (11/08): Thascya convida Jade Baraldo, Pabllo Vittar, Froid, Mato Seco, Rimas e Melodias, Cícero, Udischool convida LKS, Muñoz e Sick.

Domingo (12/08): KVSH, Francisco El Hombre, Rincon Sapiência, Lenine, Venosa convida Beto Bruno, EPB Sessions, Trio Ângulo Mineiro convida Bocato e F. Rodovalho, Vaine convida Tiagobits e Kainã e Translúcido

Mineiro Beat 2018 em Uberlândia

Data: 11 e 12 de agosto (sábado e domingo)

Local: Teatro Municipal – Avenida Rondon Pacheco, 7070

Horário: 16h às 00h

Ingressos online: https://ingressolive.com/mineirobeat

Pontos de venda: Chilli Beans (Pratic Shopping, Center Shopping e Uberlândia Shopping) e em Araguari na rua Afonso Pena, 569

Valores: R$ 50,00 meia e R$ 100,00 inteira para os dois dias de evento; e R$ 30,00 ingresso avulso por dia. Mudança de valor prevista para essa semana.

MB no Facebook: https://www.facebook.com/MineiroBeat/

Milton Nascimento se apresenta no dia 23 em Uberlândia

O mês de agosto marca o retorno de Milton Nascimento à cidade Uberlândia, apresentando o show Semente da Terra no dia 23, no Center Convention. Os ingressos estão à venda no site e na loja oficial Livepass no Uberlândia Shopping.

A turnê é uma homenagem que Milton Nascimento faz aos guarani kaiowá, indígenas do Mato Grosso do Sul que conheceu durante um show em Campo Grande. Na ocasião, 37 líderes espirituais de tribo participaram da apresentação e o batizaram como Ava Nheyeyru Iyi Yvy Renhoi, que em português significa semente ancestral que germina na terra ou, simplesmente, semente da terra.

O repertório do show Semente da Terra foi escolhido através de uma seleção com forte conotação política e social que foi sendo afiada em suas três últimas turnês: Uma Travessia – 2012, Linha de Frente, em parceria com Criolo em 2014, e a Tour Tarde, realizada em 2015.

Milton e banda trazem, por meio da música, uma reflexão de dias extremos – como os atuais. Porém, cheios de esperança. E, através de canções que marcaram profundamente 50 anos de história a partir da primeira gravação de Travessia, Milton chega em 2018 renovado, com a força de seu canto, sua raça, seus sonhos e, principalmente, sua coragem.

Open chat
1
Contato apenas para orçamentos.
Contato apenas para orçamentos. https://fernandoprado.com/2018/08