Moda sustentável: um novo comportamento

Em tempos de crise ou não, sempre é moda ser sustentável e muitas pessoas têm dado importância a esse assunto. Um estudo internacional encomendado pela Unilever, realizado em 2017, que revela que 85% dos consumidores brasileiros preferem marcas que impactem positivamente a sociedade ou o meio ambiente. Nesse contexto, a moda sustentável, se caracteriza pelo equilíbrio entre natureza, economia e o modo de consumir de uma sociedade que se preocupa com o planeta.

A consultora de imagem, Carina Alencar, explica que o consumo de moda consciente pode ser aplicado de diversos modos. “Às vezes a pessoa tem uma infinidade de peças e diz que precisa adquirir novas. Mas, na verdade, precisamos de um novo olhar. Criar produções diferentes com as próprias roupas, dando cara nova para o look, é uma das formas de aproveitar o que se tem no guarda roupa. Outra forma criativa e sustentável é a customização das peças, dessa forma estaremos evitando o desperdício e colaborando com o meio ambiente”, afirma.

Uma das funções de uma consultora de imagem é ajudar os seus clientes a montarem looks com roupas que já têm para as ocasiões cotidianas. “Já deixo tudo harmonizado no closet, inclusive com os acessórios. É só pegar e vestir. É rápido e prático”, enfatiza.       

Ao invés de adquirir uma peça nova, para inovar o guarda-roupa, muitas pessoas compram peças em bom estado de conservação e bem mais em conta em bazares. Além de ser mais barato, é uma forma de reutilizar a vestimenta, pois enquanto para uns é item usado, para outros se torna novo. Outra opção que contribui para um mundo melhor quando o assunto é ser sustentável, é doar, trocar peças de roupas com amigos ou até vendê-las em um brechó.

E o que fazer com aquelas peças que saem por algum tempo de moda? “Quem nunca viu calça boca de sino, jardineira, saia e shorts com cintura alta, pochetes, sapato de verniz, suspensório, um vestido de veludo sair de moda e depois voltar? Então, guarde. A moda que hoje pode não ser usual, amanhã pode retornar com tudo”, orienta Carina Alencar.

Está sem ideias!? Veja como ter algumas boas …

Como assim, tenha idéias?

Segundo o site Psycology Now, algumas das idéias mais rentáveis no mundo foram tomadas de forma “padronizada”, quer um exemplo? Os Beatles ou mesmo a escritora Agatha Christie. No primeiro caso, Paul McCartey disse certa vez “Essa co-autoria entre John e eu funcionava assim, Jhon sempre vinha com o primeiro verso da música, que era tudo o que a gente precisava. Ele vinha com o padrão, com o modelinho pronto.” E o mesmo aconteceu com as mais de 60 histórias que Agatha escreveu, sempre baseado em um modelo, um “template”.

“Não tenha medo de ter idéias ruins, Ruim é não ter idéias.”

A exigência pessoal pela ideia perfeita é a arma mais poderosa para te deixar parado, sem fazer nada! Pense nisso, não procure a perfeição, procure a ação, fazer qualquer coisa, muitas vezes é melhor, do que não fazer NADA! Permita-se criar, mesmo que sejam “bobagens”, estas “bobagens” vão liberar seu potencial criativo.

Não é atoa que as crianças criem o tempo todo, elas estão disponíveis ao jogo, à brincadeira e ao senso crítico liberado para o erro e a experimentação, por isso elas podem e conseguem permanecer em um estado de criação tão intenso e por tanto tempo.

Começando pelo Começo!

Vamos fazer uma experimentação agora? O que acha!? O livro “Creative Breakthoughs” de Bryan W. Mattimore traz ferramentas poderosas ( minha dica: tente todas!!! Isso já é querer dar um passo em direção à criatividade.) :

  1. Pior Ideia: Tenha primeiro as piores idéias sobre seu problema ou seu tema em questão, pensou? Nas piores, naquelas que você não faria de forma alguma! Ótimo, agora reverta elas para o contrário destas piores ideias, ou seja, tente encontrar inspiração nestas péssimas ideias, conseguindo chegar às boas ideias.
  2. A Ideia Perfeita: Pense como um grande “desejo”, se fosse possível desejar as melhores possibilidades para essa sua tarefa, o que seria? quais elementos estariam, existiriam para fazer essa sua ideia principal acontecer? Pense no impossível mesmo, nas melhores soluções, depois e somente depois de ter feito isso, você passa a adicionar elementos de viabilidade, praticidade e realidade nesta ideia. Mas veja, só funcionará se você passar pela primeira parte antes, criando a ideia perfeita.
  3. Questionamentos: É muito comum termos premissas sobre nossas idéias, elas podem nos “travar” impedindo que seu processo continue, portanto, faça uma lista delas, tire-as da sua cabeça, feito isso, agora A PARTIR DELAS crie novas idéias.
  4. Imagens de Ignição: São pontos de partida segundo o autor, para algumas pessoas, ver imagens, pode iniciar um processo de imaginação e de pensamento criativo por associação, ou seja, você vê uma foto, uma pintura, desenho entre outros e começa a partir desta imagem, a pensar em ideias parecidas, partindo das suas associações internas, isso pode ser muito rico! Jogar uma palavra no Google imagens já pode te ajudar muito.

Agradeço a Susan K. Perry por partes do artigo que traduzi livremente aqui.

Seja Observador/a

Criativos são pessoas observadoras, que estão em consonância com seu tempo. Idéias muito boas não vêm do “nada”, pelo contrário, elas vêm do “tudo” de tudo que está acontecendo à sua volta, portanto, faça outro exercício, coloque-se em movimento no seu bairro, na sua cidade, mesmo que seja na sua rua! Ande por aí, observando tudo, o comportamento das pessoas, dos animais, das “coisas”.

Leia mais livros! Mesmo que sejam digitais, não importa, leia mais!!! As pessoas hoje, leem MENOS, seja a diferença!

Conheça outros círculos de pessoas! Mesmas pessoas, mesmas idéias!

Para muitos, a meditação assim como manter um diário são processos fundamentais na hora de ter idéias inovadoras, de “pensar fora da caixa” como dizem por aí.

Não adianta estar dentro da caixa, fazer tudo dentro da caixa e pensar fora dela! Não faz sentido!

 

Boa sorte, boas idéias, boa vida!


.fernandoprado

Por que o seu Feed do Instagram precisa melhorar agora!?

O Instagram

é seu e você faz o que bem entender! Certo? Certo! Certíssimo! Tendo isso dito e entendido, vamos passar para o próximo passo, você seguiu, digamos, 20 contas novas no Instagram, e espera de que elas visitem o seu perfil e que sigam você de volta, mas quando você vai conferir, somente 5 das 20 estão te seguindo, isso é chato não é mesmo? Portanto como ter mais beleza no seu feed, mais harmonia por assim dizer e aumentar as chances de ter a sua conta ainda mais seguida? Veja só estes exemplos abaixo, perceba como estão harmônicos, como é gostoso olhar para eles! Vamos às dicas encontradas na rede!

 

Os PROs orientam

Passo 1: Perceba as cores principais em cada foto individual.
Passo 2: Agora perceba os elementos em cada foto individual.
Passo 3: Não deixe fotos muito parecidas, próximas. Espace estas fotos.

 

EDITE SUAS FOTOS

Você não precisa postar nem a primeira e única foto que você fizer, assim como não precisa e não deve postar qualquer foto sem alguma edição, veja, nada é tão perfeito que não mereça um ajuste.

Com muita calma nessa hora, brinque com o Brightness, Contraste, Saturação e Sombras e antes que você me pergunte qual App usar, saiba que estes controles você tem no editor de fotos do Android e do iPhone. Mas se mesmo assim você quiser baixar um App, sugiro o Facetune ou o SnapSeed.

SEU INSTAGRAM, TERÁ UM TEMA

Escolher um tema é algo que dá estilo aos Instagrammers ditos profissionais. Fotografar elementos semelhantes dão harmonia ao seu feed, desde algo mais branquinho, ao Nude, Tons Pastéis, Mais escuro e contrastado, tudo isso dá identidade visual ao seu álbum. Pense no Instagram a partir de agora, não como fotos individuais, mas sim como um grande álbum, tudo precisa seguir uma linha.

PLANEJE AS POSTAGENS

Se você quer ter um visual mais limpo e harmônico no Instagram, esqueça essa mania de postar tudo aquilo que você fotografa e no momento exato que a “coisa” acontece! Isso é passado para você, seu presente se resume em planejamento! Existem Applicativos para isso, como o Planoly, Unum e Mosaico, por exemplo. Ali você vai brincar com o instagram e vai planejar suas novas postagens, ver quais fotos ficam melhor perto das outras e no APP do Instagram propriamente dito, você vai subindo as postagens, de acordo com seu planejamento prévio. E atenção NÃO É POSSÍVEL ALTERAR A ORDEM DE FOTOS JÁ POSTADAS NO INSTAGRAM! Seu planejamento é para o futuro!!!

 

 

MANTER UM PADRÃO

Manter um padrão é interessante porque primeiro proporciona novidade ao seu seguidor, ele verá sempre algo diferente, ao invés de duas selfies direto, ou três posts identicos na sequência! Portanto muitos instagrammers preferem criar um mapa de postagens, usando tópicos e estes títulos orientam suas próximas postagens, veja e se inspire em algumas das idéias que trouxemos aqui:


 

Jota Quest no Center Shopping Festival

Fácil, extremamente fácil!

Comemorando 20 anos de estrada, o Jota Quest segue com sua formação sólida desde o início. O quinteto é formado por Rogério Flausino (voz), PJ (baixo), Paulinho Fonseca (bateria), Márcio Buzelin (teclado) e Marco Túlio Lara (guitarra). A turnê que será apresentada no Center Shopping Festival 2017 traz hits como “Blecaute”, “A Vida Não Tá Fácil Pra Ninguém”, “Mares do Sul” e diversos outros sucessos consagrados pelo público, como “Dentro de um Abraço”, “Fácil”, “Dias Melhores”, “Do Seu Lado” e muito mais.

Como faz para ir ao show?

Para garantir a participação neste show exclusivo para clientes do Center Shopping, basta acumular cupons de compras realizadas no Shopping e trocar por um par de convites para a apresentação.  As trocas de convites podem ser feitas a partir da próxima terça-feira (1º/08) até o dia da apresentação ou enquanto houver disponibilidade de convites. São válidos cupons fiscais emitidos pelas lojas, praças de alimentação e quiosques a partir do dia 1º de agosto, sendo que é necessário atingir o valor definido para cada setor. Para garantir um par de convites para o setor Gold, basta acumular R$800,00 em cupons fiscais. No Platinum, o valor é de R$1.200,00 e no setor ‘Exclusive’, o valor é de R$1.600,00. As trocas podem ser feitas no Concierge, que fica no Piso 1, próximo às escadas rolantes que dão acesso à Praça de Alimentação do Piso 2. O regulamento completo pode ser conferido no site do Center Shopping.

 

SERVIÇO:

Center Shopping Festival 2017 com Jota Quest
Data:
 Domingo, 13 de agosto
Horário: 18 horas
Local: Center Convention 
Convites:
Setor Gold: Cada R$ 800,00 em compras vale um par de convites.
Setor Platinum: Cada R$ 1.200,00 em compras vale um par de convites.
Setor Exclusive: Cada R$ 1.600,00 em compras vale um par de convites.
Posto de trocas: C
oncierge, no piso 1, próximo às escadas rolantes que dão acesso ao piso 2.

 

Transtorno de Ansiedade: Sintomas Somáticos

Confira os principais transtornos ansiosos!


– Transtorno de pânico: ele inicia com os ataques e costuma progredir para um quadro de agorafobia, no qual o paciente passa a evitar determinadas situações ou locais pelo medo de sofrer um ataque.

– Transtorno obsessivo-compulsivo: a pessoa tem atos relacionados com limpeza, verificação e contagem de modo repetitivo, intrusivo e recorrente.

– Ansiedade generalizada:  as manifestações de ansiedade oscilam ao longo do tempo, mas não ocorrem na forma de ataques, nem se relacionam com situações determinadas. O sintoma principal é a expectativa apreensiva ou preocupação exagerada, mórbida.

Fonte: abp.org.br

 

Psiquiatra explica que os sinais podem ser confundidos com outras doenças. Diagnóstico e tratamento devem ser iniciados rapidamente.

Em recente pesquisa divulgada pela OMS, o Brasil apresentou a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo, 18,6 milhões de pessoas. Esse estado emocional pode se tornar crônico e desencadear uma série de complicações sociais e físicas.

As reações geradas no indivíduo ansioso, ou seja, que apresenta comportamento de medo ou preocupação de algo futuro, são diversas. Os sintomas podem aparecer em qualquer momento da vida, inclusive na infância. Evidências indicam que acontecimentos traumáticos na vida e o stress desencadeiam esse distúrbio.

A psiquiatra da Clínica MedGen, Mariana Zanatta, revela que pacientes ansiosos costumam ir várias vezes ao pronto atendimento com sintomas somáticos tais como tontura, sensação de cabeça vazia, desmaios, enjoos, diarreia, dor no peito, sufocamento, tremores, sudorese, fadiga, entre outros. “Alguns podem sinalizar sintomas cardiovasculares ou de doenças graves, confundindo o clínico com numerosos sintomas vagos, retardando diagnóstico e tratamento completo.”

Estudos mostram que a ocorrência ao longo da vida é estimada entre 5 a 6,5%. Segundo a especialista, a ansiedade é um transtorno mais prevalente nas mulheres, na proporção de 2/1, principalmente acima de 45 anos.

 

Transtornos crônicos de ansiedade podem aumentar a taxa de mortalidade relacionada a problemas cardiovasculares, devido ao aumento na produção de cortisol e adrenalina, durante o pico da doença. Diante desses agravos, é importante estabelecer o diagnóstico e iniciar o tratamento. “Entre os mais efetivos são realizados uma abordagem farmacológica, cognitivo comportamental e psicodinâmica”, explica a psiquiatra.

Dermatologista Dra. Cintia Cunha celebra 10 anos de carreira com novidades

Ela criou a clínica de dermatologia e estética com conceito mais inovador e personalizado do mercado. Em uma década conquistou prêmios, participou de inúmeros Congressos Nacionais e Internacionais, palestrou em outros tantos, dobrou sua estrutura física e hoje ministra cursos e consultoria sobre técnicas avançadas de rejuvenescimento para dermatologistas de todo país e ainda tem uma rede de mais de 100 mil seguidores em suas redes sociais.

Nesse ano em que a dermatologista a frente da Clínica de Dermatologia Dra. Cintia Cunha celebra seus 10 anos de carreira, e muitas ações foram anunciadas.

A dermatologista relembra que o caminho nunca foi fácil. No início de sua carreira atendia pelas cidades do interior das quais recorda com muito carinho, pois fizeram parte da sua história. “Servir, acolher e fazer as pessoas se sentirem bem é o meu maior objetivo”, comenta.

O novo vídeo institucional da clínica promove uma reflexão sobre viver o seu melhor lado ou simplesmente, viver no automático. Uma busca incessante por encontrar e viver sua melhor versão.  É com essa temática que Dra. Cintia Cunha elaborou cuidadosamente o tom desta campanha. O vídeo será exibido de 20 a 26 de Julho, na sessão dublada de “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” (sala 6) no Center Shopping e na sessão dublado (sala 3) do Uberlândia Shopping.

Este vídeo você também confere com exclusividade aqui neste link: https://youtu.be/aep93dBKAgA

A médica faz questão de frisar que toda e qualquer caminhada só é possível porque tem uma equipe totalmente envolvida com o propósito da empresa e muito engajada. E o sucesso não é dela, mas sim de todas que fazem parte do time.

E a maior surpresa ainda está por vir. Dra Cintia Cunha é uma das convidadas para fazer parte do livro “Historias de Sucesso 3” com outros grandes nomes e empresários nacionais, contando um pouco sobre sua jornada e história de sucesso. O livro tem previsão de lançamento para o fim do ano e já enche toda equipe de orgulho.

Uberlândia pode se orgulhar por ter uma dermatologista com destaque nacional e internacional cuja caminhada ainda está no começo, pois novos planos e projetos já estão previstos para os próximos 10 anos.

Qual a Verdadeira Importância da Educação Ambiental no Futuro de Nossos Filhos?

Por Que Falar de Sustentabilidade?

Sustentabilidade é a base para o desenvolvimento humano em parceira com o meio ambiente, através de uma relação de respeito e valorização daquilo que é finito e ainda assim essencial para o dia a dia. Cuidar do meio ambiente foi, durante anos, considerado um exagero de ambientalistas, no entanto, hoje vemos (e vivemos) os reflexos de tais desleixos para com a natureza e sofremos diretamente com os extremos de temperaturas, enchentes e até mesmo com a extinção de animais e com a devastação de áreas como a Mata Atlântica e a Amazônia.

Pensar em larga escala faz com que não nos responsabilizamos pelos atos que cometemos diariamente. Reciclar, por exemplo, é uma das formas mais simples de contribuir para um ambiente saudável, mas são poucas as pessoas que adquirem tais hábitos no dia a dia. Pensando na praticidade ignoramos os efeitos colaterais de nossos atos e alimentamos o sistema que destrói cada vez mais o meio ambiente. Mas qual seria a alternativa para educar e transformar uma legião de adultos já acomodada?

Educação Ambiental e Sua Importância Sociocultural

Diversas escolas colocam em seu plano de estudos a temática da educação ambiental e da sustentabilidade, onde ensinam as crianças a diferença entre alimentos orgânicos e industrializados, tratam sobre a poluição e suas causas e encontram, em grupo, soluções aplicáveis ao dia a dia que podem reverter tais situações e que auxiliam na preservação do meio ambiente.

Apresentar os problemas às crianças é uma forma simples de estimular o raciocínio ao mesmo tempo em que conscientiza e problematiza a situação atual que o mundo vem enfrentando em relação à devastação contínua do meio ambiente.

O período até os seis anos é fundamental para a formação da criança e de seus conceitos éticos e morais, portanto, inserir essa temática nos primeiros anos escolares é uma forma intrínseca de formar uma geração consciente e preocupada com o meio ambiente.
Ao aprender na escola o processo de reciclagem a maioria das crianças tenta aplicar em casa os métodos passados em aula, contudo, em grande parte das situações os pais reprimem tal impulso ou não dão devida atenção ao entusiasmo da criança por questões de tempo e da facilidade em não dividir o lixo. É compreensível a posição dos pais, porém não é justificável e por isso precisamos ensinar as crianças desde cedo a cuidar do meio ambiente.

As Crianças São o Futuro

Uma vez que as crianças criam consciência sobre a importância de cuidar do meio em que vivem e de preservar os recursos que estão prestes a esgotar, elas começarão, mesmo que inconscientemente, a criar atitudes sustentáveis (como ensinado com os professores) em seu dia a dia e se tornarão adultos preocupados com a natureza e engajados.

A inocência das crianças faz com que elas realmente acreditem em seu potencial para cuidar do meio ambiente, e tal inocência é o que falta para conscientizar adultos de sua capacidade de cuidar do planeta e de contribuir para uma vida mais sustentável. Afinal, somente uma sociedade que se importa pode reverter e transformar o que anos de exploração desmedida causaram ao planeta.

Conheça os filmes que serão exibidos na 1ª Mostra de Cinema Casa Aberta

Com patrocínio do Instituto Algar através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, a 1ª Mostra de Cinema Casa Aberta surge como parte do Programa Casa Aberta, do grupo de Teatro Trupe de Truões, que vem realizando ao longo dos anos diversas atividades artísticas com o intuito de fortalecer a sede do grupo, o Ponto dos Truões, como equipamento cultural de Uberlândia (MG). Além da exibição dos filmes de produtores e diretores de cinema da cidade, o evento contará com: exposições fotográficas e Food Trucks.

Confira a programação completa:

Onde: Ponto dos Truões – Av. Ana Godoy de Souza, 381 – Santa Mônica – Uberlândia

26-07-17 (QUARTA-FEIRA) – 20h

SOBRE O QUE ACONTECE QUANDO NOS ENCONTRAMOS – Memórias da Trupe de Truões

Documentário (2016) / Duração: 23’00”

Sinopse: “Sobre o que acontece quando nos encontramos: memórias da Trupe de Truões” apresenta algumas experiências de intercâmbio e trocas artísticas relacionadas às práticas de teatro de grupo que vem sendo desenvolvidas ao longo da trajetória da Trupe de Truões e seus 15 anos de existência. O documentário retrata as principais experiências artísticas do grupo relacionadas a criação do Programa Casa Aberta em 2013 e os encontros proporcionados por meio da execução de projetos ligados a este programa entre os anos de 2013 e 2016.

Direção, produção, argumento e roteiro: Paulo Morais

Assistente de produção: Andressa Gonçalves

Produção executiva: Amanda Barbosa

Captação: Thaneressa Lima, Paulo Morais e Trupe de Truões

Edição: Paulo Morais

Finalização e Autoração: Digiteca Filmes e Multimídia

Curadoria de trilha sonora: Ronan Vaz

Realização: Trupe de Truões

________________________________________________

A FORÇA DO COLETIVO – ARTICULAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS PRÓ-CATADOR SENAES

Documentário (2016) / Duração: 25’00”

Sinopse: “A FORÇA DO COLETIVO – ARTICULAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS PRÓ-CATADOR SENAES” reúne algumas das boas experiências brasileiras de projetos para fomentar a organização de cooperativas e associações formadas por catadores, ações essas desenvolvidas por entidades da sociedade civil e universidades em parceria com a Secretaria Nacional de Economia Solidária, do Ministério do Trabalho, e apoiadas pelo projeto Articula(Ação). Em seu processo de criação, foram mais de cinquenta entrevistas captadas em lixões, aterros, associações, cooperativas e instituições de cinco estados brasileiros.

Direção, captação e montagem: Thaneressa Silva e Lima

Direção de fotografia: Bertha Ruskaia e Thaneressa Silva e Lima

Direção de conteúdo: Equipe Unitrabalho

Produção Executiva: Bertha Ruskaia

Entrevistador / Pesquisador: Rodrigo Gonzaga

Captação de áudio: Bertha Ruskaia

Fotografia Still / Making of: Thaneressa Silva e Lima

Computação Gráfica, Finalização/Color: Carina Aguiar

Criação de Arte: Luana Oliveira

Trilha Sonora: Mariana Parreira

Mixagem/Masterização: Ademilson Ferreira Pinto

Consultoria: Isley Borges

Transcrição entrevistas: Neuda Lucia da Silva e Thavanna Silva e Lima

Autoração: Bruno de Oliveira

26-07-17 (QUINTA-FEIRA) – 20h

DE GRANDE OTELO PRA SEBASTIÃO

Documentário (2016) / Duração: 37’43”

Sinopse: O sujeito Sebastião como personagem principal da “obra” Grande Otelo. É neste viés que a documentarista Nara Sbreebow e o pesquisador Tadeu Pereira dos Santos traz para a linguagem audiovisual um pouco da história de Sebastião Bernardes de Souza Prata, o Grande Otelo. Com recortes e irregularidades, o documentário cria um diálogo com o Sebastião de São Pedro de Uberabinha e as pessoas que viveram e vivem na cidade onde nasceu o pequeno Otelo. Uma dança que vai e vem em rastros de memória que vão surgindo ao logo do filme, seja através de lembranças que vão sendo construídas, reinventadas por parentes, ou pela saudade daqueles que nunca o conheceram presencialmente, mas que se sentem representados por sua personalidade e arte enquanto negro. ‘De Grande Otelo pra Sebastião’ não é um documentário de homenagem a Grande Otelo, é um convite a reflexão da obra enquanto cidadão comum, cheio de traumas e conquistas como tantos outros jovens, velhos, adolescentes negros, pobres, de hoje. O que Sebastião nos quis dizer, ou ainda diz? Porque ele é tão contemporâneo?

Direção: Nara Sbreebow

Roteiro: Nara Sbreebow e Tadeu Pereira dos Santos

Montagem: Carina Aguiar

Produção: Janice Marques, Carol Bufeli e Laura Moreira

Direção de arte: Carina Aguiar e Carlos Gabriel Ferreira

Imagens: Lucas Cardoso

Produção: RTU/Dirco Universidade Federal de Uberlândia – UFU

Coprodução: Ekobé Filmes

_______________________________________________

 

NA VIA DE BUDA

Documentário (2017) / Duração: 55’00”

Sinopse: Durante o Nehan Sesshin abade, monges e praticantes leigos vivenciam e narram a experiência do Zen Budismo e como ela vem sendo construída desde a chegada ao Brasil. É um documentário que convida as pessoas a conhecerem um pouco do budismo, mais especificamente do Rio Grande do Sul, e como essa prática vai tomando forma e fortalecendo-se nas três joias:  Buda, Dharma e Sangha.

Direção, roteiro e fotografia: Nara Sbreebow e Thaneressa Shogen

Montagem: Thaneressa Shogen

Color Correction e abertura: Carina Aguiar

Tratamento de Áudio: Mariana Parreira

Áudio direto Viamão (POA): Clara Garcia

Áudio direto Uberlândia (MG): Mariana Parreira

Entrevistas Uberlândia:  Lucas Cardoso

Música adaptada: Juliana Penna Juntchi

Produção / Apoio: Ana Hosken, Cláudia Gonzales, Graziela Pascoli, Alice Gussoni, Monge Dengaku, Monge Koho, Monja Myoden e Monja Shoden.

 

28-07-17 (SEXTA) – 20h

DÁ PÁ VIRADA

Web série jornalística e documental (2017) / Duração: 70’00”

Sinopse: DA PÁ VIRADA, aprovado no PMIC Uberlândia/2015, é um projeto de mídia livre dedicado a produção de conteúdos audiovisuais sobre a cidade de Uberlândia numa perspectiva que rompe com a limitada estrutura da mídia tradicional que marginaliza situações, pessoas e conteúdos. Com 06 episódios com estética própria e tendo por parâmetro e inspiração iniciativas do cinema direto, experimental e de baixo custo, DA PÁ VIRADA visa contribuir com as reflexões sobre temas e questões do mundo contemporâneo em 6 Episódios:

1-ALÁFIA: fé e (in)tolerância

Direção: Isley Borges

Sinopse: Aláfia é tudo de mais maravilhoso. É melhor que Odara. É a posição do jogo de búzios na qual dezesseis deles caem abertos, sinalizando beleza, prosperidade, maravilhosidade. Aláfia é antídoto para as intolerâncias. Penetrando no âmago de terreiros de umbanda e candomblé uberlandenses, o curta-metragem objetiva debater a questão da intolerância religiosa com a religiosidade afro-brasileira. Três ialorixás são as personagens centrais de um enredo que coloca a descoberto o racismo à brasileira, mas também a beleza do culto aos orixás e às entidades negras e indígenas. Aláfia documenta África e Brasil, fé e crença, sensibilidade e mediunidade, éticas e estéticas religiosas.

2–Entre Ventos: um olhar sobre o ciclismo em Uberlândia

Direção: Bruna Freitas

Sinopse: “O meu movimento é limpo, pedalo entre becos e lugares onde motores não sentem a liberdade do sabor do vento. É uma escolha minha criar a minha própria forma de locomoção.” “Entre Ventos” surgiu a partir da perspectiva de uma ciclista de Uberlândia, que busca relacionar ciclistas da mesma cidade em contato com o movimento e o trânsito urbano.

3- Colostro

Direção: Carlos Gabriel

Sinopse: O aleitamento materno é um ato de conexão. Peito é aconchego, amor e carinho, em que se desenvolvem vínculos de afeto e emoção entre mãe e criança. Nesta bolha de estereótipos sociais, contudo, a amamentação não é vista como uma fase dolorida, cheia de incertezas e frustrações. Neste momento de luta e resistência, muitos podem sugerir à mãe o uso de mamadeiras, chupetas, fórmulas ou até mesmo a retirada do peito, mesmo quando a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é de dois anos de aleitamento materno, sendo os seis primeiros meses exclusivos. É por meio desta dicotomia – entre o duro e belo ato da amamentação; entre algo que nos é tão próximo, comum, mas fortemente preenchido de estigmas – que o minidocumentário “Colostro” é construído ao narrar as histórias de duas mães com diferentes experiências ao lado de seus filhos.

4-Coração de mãe

Direção: Gabriela Luz

Sinopse: Três mães falam da experiência de terem os filhos no sistema prisional. Elas não tiveram penas formais, mas, ao seu modo, carregaram o peso do cárcere.

5-Às margens de si

Direção: Alanna Fernandes

Sinopse: Seu Manézim mora às margens da BR-050 há mais de 10 anos e sobrevive em condições precárias, sem saneamento básico, sem renda e sem energia elétrica. Em “Às margens de si” ele nos conta sobre as coisas que gosta, sua história e seu dia-a-dia.

6-Depois de jogar fora

Direção: Rodrigo Gonzaga

Sinopse: Em um cenário de aparente caos e desorganização, um grande e simples galpão de uma Associação de Catadores/as de materiais recicláveis em Uberlândia/MG, Roosevelt dos Santos trabalha junto com outros/as associados/as na triagem, classificação, processamento e comercialização de resíduos recicláveis e reutilizáveis. Roosevelt avalia as ações e os impactos da gestão dos resíduos sólidos e faz com que o espectador repense a forma como trata seu “lixo”.

Produção executiva e jornalista responsável: Raissa Dantas

Direção de fotografia: Yuji Kodato

Direção de som direto: Roberto Camargos

Captação de imagens: Bruna Freitas, Olivia Franco, Roberto Camargos, Yuji Kodato e Thaneressa Lima.

Captação de áudio: Alex De Oliveira e Roberto Camargos

Tratamento de áudio: Lucas Vidal

Cor: Yuji Kodato

Arte gráfica: Carlos Gabriel

29-07-17 (SÁBADO) – 19h

CONNEXION MUNICH

Documentário Hibrido (2012) / Duração: 11’00”

*Esse filme foi exibido dentro da programação do Curta Doc. – Sesc TV

Sinopse: Eu estava em conexão e voltava pra casa. Enquanto os outros esperavam o tempo passar, eu propiciava a passagem do tempo. Eu fazia um filme. Um filme sobre a distância. Um filme sobre a espera, sobre a incerteza. Um filme sobre o tempo.

Direção e Fotografia: Carlos Segundo

Música: Ran Kirlian

Produção: Cass Filmes

________________________________________

BORRA

Curta de Ficção (2015) / Duração: 20’00”

Sinopse: “Quem quer voar tem que tirar os pés do chão e, se preciso for, sujar as próprias mãos”.

Direção: Carlos Segundo

Elenco: Getúlio Gois; Letícia Teixeira; Ronan Vaz; Paulo Naves; Vilma Campos e Mateus Naves.

Produção executiva: Carlos Segundo e Daniela Aun

Dir. fotografia: Kátia Coelho e Naji Sidki

Dir. arte: Carol Ozzi

As. de direção: Cauê Pereira

Produção: Umberto Tavares; Nathalia Attux; Guimarães Lobo; Mariana Paula e Afonso Henrique.

Roteiro e Montagem: Carlos Segundo

Ass. Fotografia: Kleber Júnior e Gustavo Henrique

Colorista: Chiquinho

Áudio direto: Tulio Almeida

Design e mixagem de som: Rodrigo Ferrante

Trilha: Tatá Aeroplano// Peri Pane

Gaffer: Silvio Gonçalves

Maquinário: Thiago Crosara

Maquiagem: Fernanda Felice

Consultoria de roteiro: Di Moretti e Muryel de Zoppa

________________________________________

BALANÇA BRASIL

Documentário Hibrido (2017) / Duração: 25min

Sinopse: O porto, um descobrimento, dois corpos em movimento.

Direção: Carlos Segundo

Produção: O sopro do tempo

Fotografia: Roberto Chacur

Áudio direto: Cristiano Barbosa

Roteiro: Carlos Segundo e Cristiano Barbosa

________________________________________

AINDA SANGRO POR DENTRO

Curta de Ficção (2016) / Duração: 24’00”

* Indicado ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Sinopse: “Tem dor que dói no corpo que não tem olho que enxerga”.

Direção e roteiro: Carlos Segundo

Elenco: Roberta Rangel; Juliana Nazar e Vinícius Ferreira

Produção: O sopro do tempo /// Aun filmes

Produção: Bertha Ruskaia

Produção Executiva: Carlos Segundo e Daniela Aun

Fotografia: Roberto Chacur

Direção de Arte: Nara Sbreebow

Ass. de direção: Cauê Pereira

Som direto: Nemer Castro

Maquiagem: Talita Guedes

Editor: Carlos Segundo

Pós-produção: DOT Cine – Ely Silva

Design de som: Rodrigo Ferrante

30-07-17 (DOMINGO) – 16h

REMELA, UM SUPER HERÓI DE MEIA TIGELA

Comédia infantil (2016) / Duração: 35’00”

Sinopse: Numa pequena cidade chamada ‘Esquina do Fim do Mundo’ mora o tímido carteiro e fã de histórias em quadrinhos, Juraci. Acordado, ele sonha em conquistar seu grande amor, a irreverente Lili. Quando dorme, um segredo é revelado: Juraci é sonâmbulo e por esse motivo assume a identidade de um super-herói. Com superpoderes e seu pijama, ele terá que enfrentar um vilão que planeja se vingar da cidade. Entra em ação: Remela, um super-herói de meia tigela.

Direção: Deivid Osborges e Pácis Junior

Roteiro: Deivid Osborges

Direção de produção: Bertha Ruskaia

Elenco: Deivid Osborges, Guilherme Almeida, Lilian Morais, Emilliano Freitas, Dedé Aires, Maria Inês Mendonça, Francisco Valente, Dagmar Talga, Katia Lou, Thiago Scalia, Rogerio Morgado, David Abdalla Filho, Nina Costa Rosa, Jader Silveira, Roberto Garcia Marques, Maurício Rabelo, Daniel F. Filho, Reylla Garcia, Mizael Santos, Lucas Rangel, Myrian Prado, Clayton Mota, Arthur Pereira Goulart, Aryadne Amâncio, Camila Delfino, Duda Costa, Luísa S. Arantes, Vanessa F. P. Garcia, Luísa Queiroz, Yam Tomé Martins, Artur de Oliveira Marques, Heitor de Oliveira Marques, Ianque Martins e Marcelo Brioto.

Produção: Thavanna Lima

Assistente de Produção: Mariana Parreira

Direção de Fotografia: Rafael Pavão e José Borges (Tikyn)

Direção de Montagem: Deivid Osborges

Montagem: Pácis Junior

Câmera: Rafael Pavão e José Borges (Tikyn)

Trilha Sonora Original: Gustavo Solis

Efeitos Digitais: Guilherme Lopes

Efeitos Visuais: Fauster Martins

Direção de Arte: Luana Oliveira

 

30-07-17 (DOMINGO) – 19h

 

ÁGUA SUJA

Longa-metragem documental (2016) / Duração: 69’00”

Sinopse: Água Suja é um documentário sobre as peregrinações para as festividades de Nossa Senhora de Abadia. Anualmente, fieis de vários municípios de Minas Gerais vão à pequena cidade de Romaria para agradecer as graças recebidas e pedir por bênçãos em suas vidas. Nesse percurso, o filme constrói uma mescla entre sagrado e profano, solidariedade e indiferença, tradição e renovação e a força e o sofrimento dos romeiros.

Direção: Yuji Kodato

Câmeras: Ângelo Barcelos, Roberto Camargos, Yuji Kodato

Som Direto: Marcos Campos

Desenho de Som: Lucas Vidal, Yuji Kodato

Edição: Yuji Kodato

Assistente de produção: Maria Cecília Vidal, Rafael Teodoro, Vilmar Martins

Formato: Digital, cor. País de produção: Brasil

 

Câncer de cabeça e pescoço é o segundo mais frequente entre homens

O câncer de cabeça e pescoço é o segundo mais frequente entre os homens e só fica atrás do câncer de próstata, conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Segundo o cirurgião do Hospital Santa Clara, Sávio de Moraes, esse tipo de câncer é o 7º mais comum do mundo e atinge áreas como cavidade nasal, seios da face, boca, laringe, faringe e traqueia. “O câncer de cabeça e pescoço representa o 7° câncer mais comum no mundo, com uma incidência anual estimada de 15 casos novos por 100.000 habitantes, ou seja, numa cidade como Uberlândia, com aproximadamente 700.000 habitantes, espera-se entre 90 e 105 novos casos dessa doença a cada ano. Trata-se de um câncer mais comum nos homens que nas mulheres, especialmente após a 5º década de vida. Esse tipo de câncer se origina no revestimento do trato aéreo e digestivo alto, ou seja, revestimento da cavidade nasal, seios da face, boca, faringe, laringe e traqueia”, explica.

Sávio comenta que existem fatores de risco para esse câncer e que o fator de maior preocupação é a infecção pelo HPV. “Os principais fatores de risco conhecidos para esse câncer são o uso do fumo (em todas as formas, cigarro, palheiro, charuto, cachimbo etc.), de bebidas alcoólicas e a infecção pelo HPV (Papilloma-virus humano), uma infecção sexualmente transmissível. Historicamente o fumo e álcool sempre foram considerados como as principais causas desse tipo de câncer, mas na última década a importância do HPV nessa doença tem sido mais reconhecida”.

O cirurgião alerta que os principais sintomas desse tipo de câncer são feridas e nódulos e que eles acabam sendo confundidos com doenças menos importantes. “As principais manifestações do câncer de cabeça e pescoço são feridas na boca ou garganta e nódulos no pescoço em idade mais avançada. No entanto, deve-se ressaltar que muitos casos iniciais podem passar despercebidos até mesmo para profissionais médicos ou dentistas. Isso porque podem ser confundidos com doenças de menor importância, como aftas. Por isso, tais profissionais devem estar atentos, executando um exame rigoroso da boca, garganta e pescoço de todos os pacientes, não só com a inspeção, mas também através da palpação. Além disso, o especialista pode lançar mão de exames complementares para os casos suspeitos”, explica.

Sávio comenta que as chances para cura dependem de vários fatores, mas que, na maioria dos casos, os pacientes conseguem o controle e cura da doença. “As chances de cura do câncer de cabeça e pescoço depende de vários fatores, tais como a localização, o tempo e o estágio da doença, se há ou não infecção pelo HPV, estado de saúde do paciente etc. De um modo geral, a maioria dos pacientes diagnosticados precocemente conseguem, com um tratamento adequado, controle e cura de sua doença. No entanto é imperativo para o sucesso do tratamento e manutenção desse controle o abandono dos hábitos que são considerados como de risco para a doença, o uso do fumo e dos alcoólicos”, finaliza.

 

Open chat
1
Contato apenas para orçamentos.
Contato apenas para orçamentos. https://fernandoprado.com/2017/07