Presença Executiva promove ciclo de palestras gratuitas em Uberlândia

Uberlândia, 29 de abril de 2015 – Nos dias 4 e 5 de maio, a Presença Executiva, marca facilitadora de negócios entre empresas e pessoas, e consultoria a executivos, promove ciclo de palestras gratuitas em Uberlândia. Os encontros serão conduzidos pelo o Master Coach Chris Malta, idealizador e proprietário da Casa Coaching, de Belo Horizonte.

Na próxima segunda-feira (4), às 16h, no plenário da Câmara Municipal de Uberlândia, haverá palestra sobre a importância de viver sempre o momento presente, para alcançar os melhores resultados pessoais e profissionais, trabalhando auto-responsabilidade, gestão de tempo, tomada de decisão e senso de urgência, por exemplo.

No mesmo dia, a Presença Executiva mobiliza encontro para tratar sobre mindfulness, conceito para atingir atenção plena e calma mental, por meio de uma compilação de técnicas simples que pode ajudar pessoas com ansiedade, depressão, dor crônica, cardiopatias, e outros transtornos relacionados ao estresse em diversos níveis, elevados ou não.

O evento sobre mindfulness ocorre às 19h, na FIEMG sala Sucupira, tendo como entrada um litro de leite longa vida ou um quilo de alimento não perecível. Indica-se levar uma garrafa de água para uso pessoal. As doações serão destinadas à Associação de Apoio à Criança com Deficiência (AACD) de Uberlândia.

E na terça-feira (5), às 20h, a palestra será promovida no auditório da Fiemg, com o apoio da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, e tem como tema a colaboração e o retorno sobre engajamento. Questões sobre como empresas, comunidades e governos se unem por meio do engajamento e a colaboração entre pessoas e organizações serão levantadas.

Os interessados em participar dos eventos devem se inscrever pelo e-mail da Presença Executiva (presença@presencaexecutiva.com.br) ou telefone (34) 9108-7858, indicando nome, telefone e palestra de interesse.

SERVIÇO

PALESTRA NA CÂMARA MUNICIPAL

O que: palestra gratuita para alcançar resultados profissionais e pessoais

Quando: 4 de maio (segunda-feira), às 16h

Onde: plenário da Câmara Municipal de Uberlândia (avenida Ubiratã Honório de Castro, bairro Santa Mônica)

ENCONTRO SOBRE MINDFULNESS

O que: encontro para tratar sobre o conceito para atingir atenção plena e calma mental;

Quando: 4 de maio (segunda-feira), às 19h

Onde: Sala Sucupira FIEMG  Uberlândia (avenida Rondon Pacheco, 2100, bairo Vigilato Pereira)

PALESTRA NA FIEMG

O queEncontro de Empresários– Palestra sobre colaboração e retorno sobre engajamento

Quando: 5 de maio (terça-feira), às 20h

Onde: auditório da Fiemg – Uberlândia (avenida Rondon Pacheco, 2100, bairo Vigilato Pereira)

Sobre a Presença Executiva

A Presença Executiva é uma marca facilitadora de negócios entre empresas e profissionais de diversos segmentos, como moda, beleza, coaching, branding, já assessorados pelo selo. A empresa também promove consultoria e coaching para executivos.

Desenvolvida a partir do conceito de helper (palavra usada nos Estados Unidos para indicar mediadores de negócios, serviços e soluções por meio de conexões e know how), a empresa tem abrangência nacional e foi criada em Uberlândia, no Triângulo Mineiro.

Sobre a Casa Coaching

A história da Casa Coaching tem relação direta com a história de seu idealizador e criador, Christyano Malta. Ele começou a fazer cursos ligados a pessoas em 1996 e 1997, em Georgetown University em Washington DC, EUA.

Ao cursar Direito em 2002, o coach desenvolveu jovens por meio de programas de intercâmbio e humanitários a partir de sua entrada no Rotary International. Depois da faculdade, Malta fez três MBA, sendo dois em coaching, e teve quatro formações de coaching com reconhecimento internacional.

Em 2004, Malta criou uma empresa de consultoria, a Champes, que trabalhava com pessoas e planejamento estratégico e de carreira. Essa empresa se tornou a Casa Coaching, tendo o nome atualizado em agosto de 2014.

Malta trabalha exclusivamente com coaching desde de 2012, e já atendeu clientes como Google, no Projeto Think with Google, Vale, Unimed, Vilma Alimentos, Rede Pitágoras e Rotary International, por exemplo.

 

Presença Executiva

ANAR promove Mostra do Rádio em Uberlândia

A Mostra do Rádio do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba está programada para o dia 27 de junho e contará com a presença de radialistas de todo o Brasil.

A ANAR (Associação Nacional dos Radialistas) prepara um grande evento com objetivo de fomentar a interatividade entre profissionais do mercado de rádio.  A Mostra do Rádio do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba acontece em Uberlândia e está programada para o dia 27 de junho.

O projeto, idealizado pela presidente da Associação Valéria Tinoco, pretende expor equipamentos antigos usados por emissoras que fizeram parte da história do veículo no Brasil, além de oferecer palestras e apresentações artísticas que expressam assuntos pertinentes ao meio.

Valéria Tinoco acredita que a mostra dará mais visibilidade à história do rádio, evidenciando a importância do meio de comunicação de maior credibilidade e que acompanha o dia-a-dia das pessoas em todo o mundo. “Precisamos fortalecer a relação entre radiodifusores, fornecedores, ouvintes, clientes. essa é a importância. Porque as pessoas entram e saem da rádio, mudam de dial e não conhecem a história do principal veículo que conta histórias e sucessos”, afirma.

mostra do radio 2

Mostra do Rádio do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba

Data: 27 de junho

Local Anfiteatro do bloco 3Q do campus Santa Mônica da UFU – Uberlândia

Inscrições: contato@anarbrasil.com.br (até 30 de maio)

Envie: nome completo, telefone, endereço, rádio (caso faça parte de alguma)

Anar Brasil

‘FANTÁSTICO’ – Medida Certa volta em novo formato com participação de Fabiana Karla

A equação todo mundo conhece: exercícios físicos mais alimentação saudável é igual a quilos a menos e saúde a mais. É justamente isso o que propõe o ‘Medida Certa’, que volta ao ar no ‘Fantástico’ a partir deste domingo, dia 3. Em novo formato e com a participação da atriz Fabiana Karla, o quadro promove a competição entre 90 moradores de um condomínio residencial em São Paulo, conduzidos pelo educador físico Marcio Atalla. A nova versão do ‘Medida Certa’ acredita que pessoas comuns, de perfis variados, são capazes de ter uma vida saudável com dicas básicas, que podem ser aplicadas com simplicidade no dia a dia.

“Esse novo formato é uma intervenção populacional, ou seja, aplicado em um grupo de pessoas. Com esse método, vamos mostrar que, com orientações básicas de alimentação e exercícios, qualquer pessoa pode obter resultados satisfatórios. Um exemplo disso é o simples fato de subir escadas diariamente, em vez de usar o elevador”, explica Atalla.  Fabiana Karla conduz o programa ao lado do educador físico, praticando as atividades com os moradores do condomínio, em busca, claro, de mais qualidade de vida. “Estou feliz por fazer parte desse quadro e poder ajudar na motivação das pessoas. Espero dar o meu melhor e perder uns quilinhos também”, diz Fabiana.

No primeiro episódio, os participantes apresentam suas rotinas. É também o dia da primeira pesagem e medição, feitas com os moradores juntos, em uma balança estruturada para comportar todos os membros de cada grupo. A medição também foi feita com a circunferência total dos grupos. Ao final da temporada, vence o grupo que perder mais peso. Para isso, cinco moradores foram selecionados para representar seus respectivos blocos e têm suas rotinas acompanhadas de perto. Seus resultados servem como uma amostragem de todo o grupo. Durante o programa, cada participante escolhe uma prática de exercício a partir das dicas de Atalla: eles podem optar por frequentar uma academia ou fazer exercícios em casa, na rua ou no condomínio. Há também atividades coletivas, lideradas por Fabiana e por convidados especiais, que inspiram e divertem os 90 moradores, como aulas de dança, natação, corridas e oficinas de nutrição.

Fabiana Karla está no Medida Certa Crédito: Globo/Arthur Seixas
Fabiana Karla está no Medida Certa
Crédito: Globo/Arthur Seixas

A jovem Giovanna Gasparini e o casal Sônia e Ariovaldo Paes representam o bloco A. Com apenas 21 anos e 100 kgs, Giovana é estudante de fotografia e leva uma vida bastante sedentária. “O peso mexe muito com a minha autoestima. Já sofri bullying por isso”, conta. Ao lado dela, o casal Sônia e Ari, casados há 26 anos, gosta de dançar, mas exagera muito na gordura durante as refeições. Sônia, dona de casa de 57 anos, é portadora de Lúpus e, devido à doença, ganhou bastante peso nos últimos anos. O engenheiro Ari, 58 anos, passa horas sem comer e apresenta uma circunferência abdominal aumentada. Já o bloco B é representado pela dupla Lucina Pioto e Maria Dalva de Lima. Dalva, aos 66 anos, é hipertensa e tem uma rotina ativa, mas não pratica nenhuma atividade física. “Meu filho vai à academia toda noite e sempre me chama, mas eu não vou porque estou sempre cansada”, revela. Lucina Pioto, dona de casa de 54 anos, tem sérios problemas de coluna. Ela precisa cuidar bem da alimentação, pois seus exames clínicos são preocupantes. Todos eles, assim como Fabiana, passaram por exames médicos antes do início da rotina de exercício.

No dia da estreia de ‘Medida Certa – o condomínio’, também será lançado o aplicativo do projeto para as plataformas iOS e Android. “Toda a rotina proposta para os moradores do condomínio estará disponível para o público e poderá ser executada por qualquer pessoa”, conta Marcio Atalla.

O ‘Fantástico’ vai ao ar neste domingo, dia 3, após o ‘Domingão do Faustão’.

Mídias Sociais – Rede Globo

Última semana do Comida di Buteco pela busca do melhor petisco da cidade

O Comida di Buteco, maior concurso de cozinha de raiz do Brasil, que traz como mote em sua campanha “Não importa o tamanho do boteco. Importa o sucesso da receita”, está na reta final. O objetivo é valorizar a cultura da comida de boteco na gastronomia brasileira. Em Uberlândia são 14 bares participantes, mas esse número chega a 500 botecos em todo o Brasil, tamanha representatividade que o concurso tomou durante 16 anos de ‘estrada’.

A proposta do evento é eleger o melhor boteco, tendo o seu tira-gosto com 70% do peso dos votos, os outros três quesitos: higiene do local, temperatura da bebida e atendimento têm 10% do peso, cada. Uma das regras é que o petisco fique durante o mês do concurso no cardápio, com o toque especial da fruta.

Até domingo, dia 3 de abril, o público vai avaliar com notas de 1 a 10 a higiene, atendimento, a temperatura da bebida e o tira-gosto feito para o evento. Para os apreciadores haverá uma cédula de votação, onde o cliente deposita na urna dentro dos estabelecimentos.

Em Uberlândia o Comida di Buteco chega à oitava edição, com cinco novos botecos participantes: Seis e Meia, Bar da Antônia, Bar do Dudu, Bar do Rubinho e Dom Barreto.

São botecos com estruturas modernas, outros mais rústicos, em bairros centrais ou de bairros, mas todos com uma característica em comum: escolhidos a dedo pela organização do concurso. São verdadeiros botecos, com o dono à frente, cuidando para que a bebida esteja sempre gelada, o petisco com a qualidade e com o melhor sabor possível.

Cédulas de votação
As cédulas estão sendo recolhidas semanalmente pela Vox Populi, que já está apurando até o momento. A última remessa será coletada no dia 4 de maio, um dia depois do encerramento em Uberlândia.

“Ainda não foi possível fazer a projeção do número de boêmios que aproveitaram o passeio para experimentar os pratos concorrentes, mas a estimativa é a das melhores. Os botequeiros estão bem otimistas e muito felizes com o aumento das vendas e do público. Alguns disseram que esse ano está sendo o melhor de todos”, ressaltou o coordenador regional do Comida di Buteco, Gustavo Coutinho.

Ednelson de Sá Ferreira em seus três anos de mercado participa pela primeira vez do Comida di Buteco disse que as vendas têm sido expressivas. “Estou muito satisfeito com o resultado. Aos fins de semana o movimento é maior. Quando o cliente chega explico sobre o concurso e falo que temos um prato especialmente para concorrer. Isso instiga o botequeiro a experimentar. Só desse prato já foram vendidos mais de 130”.

O resultado do Comida di Buteco será divulgado numa festa que reunirá todos os botequeiros e parceiros, no dia 18 de maio.

“Neste dia, o Comida di Buteco premiará o campeão com troféu em formato de prato e o mais importante, o reconhecimento. Alguns dos nossos parceiros premiam em dinheiro, como o Doritos, o boteco que participar do desafio Doritos e for o campeão, recebe um prêmio no valor de R$1.500,00. Apenas os jurados votam nesse desafio”, esclareceu Gustavo Coutinho.

Além de Uberlândia, participam do concurso, pioneiro nesse segmento, outras 19 cidades: Belém/PA; Manaus/AM; São Paulo/SP; Campinas/SP, Ribeirão Preto/SP, São José do Rio Preto/SP, Rio de Janeiro/RJ; Belo Horizonte/MG, Montes Claros/MG, Juiz de Fora/MG, Poços de Caldas/MG, Vale do Aço (Timóteo/MG, Coronel Fabriciano/MG, Ipatinga/MG); Goiânia/GO; Brasília/DF; Curitiba/PR; Porto Alegres/RS; Fortaleza/CE; Salvador/BA e Recife/PE.

O Instituto de Pesquisas Vox Populi é o responsável pela apuração em todas as cidades.

 

Serifa Comunicação

Dicas de limpeza facial para uma pele mais saudável

Lavar o rosto é uma tarefa simples que só precisa de sabão e água, certo? Não é bem assim que pensam os dermatologistas. A forma de você lavar o rosto pode fazer a diferença na sua aparência.

É importante tratá-lo com cuidado, evitando esfregar a pele ou utilizar produtos agressivos. Pensando nisso, selecionamos seis dicas para deixar a sua pele com um aspecto mais saudável:

1. Use um limpador suave, não abrasivo e que não contenha álcool.

2. Umedeça o rosto com água morna e os dedos para aplicar purificadores. Use apenas as pontas dos dedos. Panos, esponjas, etc, podem irritar a pele.

3. Resista à tentação de esfregar sua pele, pois isso a deixa irritada.

4. Enxague com água morna e seque com uma toalha macia.

5. Aplique o hidratante se a sua pele estiver seca ou com coceira. Seja gentil quando aplicar o creme em torno de seus olhos para não irritar a pele sensível do local.

6. Limite-se a lavar a pele duas vezes por dia e após a transpiração. Lave o rosto uma vez pela manhã e outra à noite, e também depois de suar muito. A transpiração, especialmente quando se usa um chapéu ou um capacete, irrita a pele. Então não deixe de lavar a pele o mais rápido possível após a transpiração.

Este vídeo (em inglês) da Academia Americana de Dermatologia demonstra como realizar a limpeza facial de maneira correta:

E lembre-se de procurar um dermatologista credenciado pode responder suas dúvidas sobre como cuidar de sua pele, cabelos e unhas.

Via: Medical Express

11 problemas que podem ser revolvidos com música

A música é um dos grandes prazeres da vida. Ele te anima nos momentos de tristeza, te faz dançar como um bobo e te ajuda a esquecer do mundo nos dias de estresse. Mas a música tem seus usos científicos, também. O documentário “Alive Inside” detalha como pacientes com demência reagem positivamente quando ganham iPods cheios de suas canções favoritas. Enquanto ouvem músicas conhecidas, muitos dos pacientes do documentário podem cantar junto, responder a perguntas sobre o passado e até mesmo a terem conversas breves com os outros.

O documentário acompanha estudos recentes que mostram que a música pode melhorar a memória de pacientes com demência, e até mesmo ajudá-los a desenvolverem novas memórias.

Pensando nisso, selecionamos outros benefícios que podem ser proporcionados pela música:

1. Baixo peso ao nascer

Bebês que nascem muito cedo, muitas vezes, requerem estadias prolongadas no hospital para ajudá-los a ganhar peso e força. Para facilitar esse processo, muitos hospitais utilizam música. Uma equipe de pesquisadores canadenses descobriram que tocar música para prematuros reduziram seus níveis de dor e incentivou melhores hábitos alimentares, que por sua vez ajudou com o ganho de peso. Hospitais usam instrumentos musicais para imitar os sons de batimentos cardíacos e do útero de uma mãe para ajudar bebês prematuros a dormirem. Os pesquisadores também dizem tocar Mozart para bebês prematuros reduz significativamente a quantidade de energia que gastam, o que lhes permitem ganhar peso.

2. Crescimento de plantas

Se a música ajuda bebês a crescerem, será ela pode fazer a mesma coisa pelas plantas? Um estudo publicado no livro The Sound of Music and Plants, demonstrou os efeitos da música no crescimento das plantas. Dois grupos de uma mesma espécie foram observados, sendo que ao redor de um deles foram executadas músicas calmas e do outro, apenas rock. No final do estudo, as plantas que “escutaram” músicas calmas cresceram com tamanho uniforme, e se inclinaram na direção da origem da música. As plantas que “escutaram” rock ficaram mais altas, mas estavam caídas, com as folhas murchas e foram se afastando da direção do rádio.

3. Os efeitos nocivos das lesões cerebrais

Pesquisadores usam música para estimular as áreas do cérebro que controlam o movimento e a fala. Quando tocado um ritmo para caminhar ou dançar, pessoas com danos neurológicos causados ​por acidente vascular cerebral ou doença de Parkinson podem recuperar um passo simétrico e um senso de equilíbrio. As batidas da música servem como uma sugestão para o cérebro.

Da mesma forma, o ritmo e a afinação podem ajudar os pacientes a cantar o que as palavras não podem dizer. Um estudo de crianças autistas, que não podiam falar descobriu que a musicoterapia ajudou estas crianças a articularem palavras. Algumas dessas crianças disseram que suas primeiras palavras, como resultado do tratamento.

4. Adolescentes chatos

As bibliotecas públicas, shoppings e estações de trem já sabe disso: adolescentes normalmente não gostam de música clássica, ao ponto de espantá-los “como ratos assustados em fulga”, diz o LA Times. A teoria é que, quando o cérebro ouve algo que não gosta, ele suprime a dopamina, “a substância do prazer”. E quando o humor dos adolescentes despenca, eles procuram outro lugar para trazê-lo de volta.

Então, se você quiser que os filhos dos vizinhos parem de fazer barulho na porta da sua casa, aumente o Tchaikovsky!

5. Perda auditiva

OK, talvez a música não possa curar a perda de audição, mas pode ajudar a preveni-la. Em um estudo com 163 adultos, 74 deles foram músicos ao longo da vida. Os participantes tomaram uma série de testes de audição. Os músicos ao longo da vida processaram melhor o som do que os não-músicos, o que aumentou ainda mais com a idade.

Um músico de 70 anos de idade conseguiu compreender um discurso em um ambiente barulhento, assim como um não-músico de 50 anos.

6. Um coração doente

A música pode ajudar os pacientes que estão se recuperando de ataques cardíacos e cirurgia cardíaca, reduzindo a pressão arterial, o ritmo cardíaco e a ansiedade. Como medida preventiva, tente ouvir música “alegre”, ou músicas que fazem você se sentir bem. Essa pesquisa descobriu que canções que evocam um sentimento de alegria provocam aumento da circulação e expansão dos vasos sanguíneos, o que incentiva a boa saúde vascular.

7. Mau desempenho no esporte

Em 2005, um estudo britânico descobriu que ouvir música durante o treinamento esportivo pode aumentar o desempenho atlético em até 20%. Este impulso é bem maior que o provocado por muitas substâncias dopantes ilegais, sem contar que a música não aparece em um teste de anti-doping. Para melhores resultados, tente ritmos mais rápidos durante o treinamento intenso e músicas mais lentas durante o relaxamento.

8. Falta de disposição dos adolescentes

Em um estudo de 2008, o pesquisador Tobias Greitemeyer queria estudar como as letras das músicas impactavam atitudes e comportamentos dos adolescentes. Para fazer isso, ele expôs um grupo de adolescentes a canções “socialmente conscientes” com uma mensagem positiva, como “Heal the World” de Michael Jackson. O outro grupo ouviu canções com uma mensagem considerada “neutra”. Os pesquisadores, então, “acidentalmente” derrubaram um copo com lápis. O grupo que ouvia músicas positivas não apenas correram para ajudar mais rapidamente, como também pegaram cinco vezes mais lápis do que o outro grupo.

9. Analfabetismo

Um estudo de 2009 comparou dois grupos de alunos de segunda série e sugeriu que a aprendizagem de música aumenta habilidades de leitura. Cada grupo foi testado para a alfabetização antes e depois do ano letivo. Os escores de fim de ano para o grupo que não estudava música melhorou apenas ligeiramente, enquanto as crianças com um ensino de música tiveram uma pontuação significantemente maior, especialmente em testes de vocabulário.

10. Vendas baixas de bebidas

Você é dono de uma loja de vinhos que sofre com o estoque enorme de vinho alemão? Tente tocar algumas músicas alemãs na sua loja. Um estudo de 1999 mostrou que isso impulsiona as vendas de vinho alemães. Da mesma forma que tocar música francesa impulsionou as vendas de vinhos franceses. Os clientes disseram que estavam completamente alheios à música que estava sendo tocada.

Via: Mental Floss

Público lota ‘Cozinha Show’ da Temporada Gourmet do Center Shopping, que continua até o próximo domingo

Com todos os workshops lotados, o ‘Cozinha Show’ já é um sucesso na Temporada Gourmet do Center Shopping, que continua até o próximo domingo, 3 de maio. Mais de 200 pessoas aprenderam muito neste fim de semana com profissionais da gastronomia e as aulas gratuitas seguem durante toda esta semana com dicas sobre vinhos, chocolates, alimentos sem glúten e muito mais. Além do aprendizado, milhares de pessoas já saborearam a promoção especial, que dá direito a um prato principal, entrada e sobremesa por apenas R$36,90 nos principais restaurantes do Shopping.

Quem já participou dos workshops do ‘Cozinha Show’ teve contato com diversas vertentes gastronômicas. Na sexta-feira (24) a blogueira Dani Oliveira ministrou a primeira oficina com uma aula sobre ‘Cozinha Prática’ e apresentou uma receita de pizza sem fermento para mostrar como é possível preparar um delicioso prato de forma simples e prática. “Descobri esta receita há alguns anos e sempre faço em casa. Muitas pessoas têm intolerância ao fermento e meu objetivo foi demonstrar ao público que mesmo quem não tem muita habilidade ou tem poucos ingredientes na cozinha pode fazer um delicioso prato com facilidade”, destacou Dani.

Outro workshop que também chamou a atenção foi ministrado pelo Chefe do Chima, Luciano Macri, que apresentou algumas dicas sobre os variados tipos de corte de carne e os segredos para o preparo.  O empresário e estudante de gastronomia, Wesley Oliveira, veio de Maringá para participar dos workshops do ‘Cozinha Show’ e se encantou com o que viu. “O Center Shopping deslanchou no que diz respeito a essa visão gastronômica, por ter essa iniciativa e ao trazer profissionais de gabarito. Fiquei fascinado com a oficina sobre o preparo de carnes. Acredito que é uma inovação para a cidade e estou muito satisfeito, o Shopping está de parabéns”, afirmou Wesley.

Para o Chefe, Luciano Macri, que tem mais de 15 anos de experiência e já nomeou cardápios em diversos países, o evento contribui para despertar cada vez mais o interesse do público pela gastronomia. “Esta é a primeira vez que participo de um evento neste formato em um Shopping e acho a iniciativa muito positiva. Uberlândia é uma cidade que está em expansão gastronômica e por isso é importante que o público tenha contato com essa cultura e diversidade. Assim as pessoas poderão ter maior conhecimento sobre o assunto e despertarão cada vez mais interesse pelo tema”, destacou o Chefe.

Os workshops do ‘Cozinha Show’ são gratuitos e abertos ao público. Os encontros acontecem na Praça de Alimentação do piso 2 do Center Shopping.  Confira a programação para esta semana:

27/4 – 19h – ‘Chocolates Gourmet’– com Cecília Markiewicz:

Os amantes do chocolate não podem ficar de fora do workshop com a chocolatier Cecília Markiewicz. Ela dará dicas sobre os diferentes tipos de chocolate, mostrando a origem e qual a melhor forma de manuseá-los. Na aula será possível conferir o ‘passo a passo’ de como fazer a famosa Trufa de Limão, e também haverá degustação de chocolates.

28/4 – 19h – ‘A influência do cardápio sem glúten e lactose no bem estar’– com a nutricionista Juliana Hubaide:

A mestre em Bioquímica e especialista em Nutrição Clínica Funcional, Nutrição Esportiva e Fitoterapia, Juliana Hubaide, vai dar dicas sobre alimentos especiais e mostrar um exemplo de prato da nova gastronomia, baseada em alimentos sem glúten e sem lactose.

29/4 – 19h – ‘Harmonizações borbulhantes: os espumantes e sua versatilidade enogastronômica’ – com a colunista e sommelier, Érika Mesquita e a Chef do Barolo, Verônica Tomé:

Na hora de preparar um prato especial, muitas vezes surge aquela dúvida: qual a melhor bebida para acompanhar? Na aula-show de quarta-feira (29), a sommelier, Érica Mesquita e a Chef Verônica Tomé, vão dar dicas de espumantes que combinam com diversos tipos de refeição e podem deixar a sua receita ainda mais saborosa.

30/4 – 19h – ‘Preparo de comida oriental’ – com o Chef do Keiretsu, Walteir de Moura:

Os pratos orientais são cada vez mais procurados pelo público e o Chef do Keiretsu, Walteir de Moura, comanda esta super aula com dicas sobre como preparar estas delícias. Conheça detalhes da culinária oriental e saiba melhor como preparar um prato e o que pedir.

1º/05 – 15h – ‘Oficina Infantil’– com a Todo Brigadeiro:

O feriado de sexta-feira promete ser bastante animado com um divertido workshop que vai encantar a criançada em uma oficina sobre o preparo de brigadeiros e cupcakes com especialistas no assunto da loja Todo Brigadeiro.

1º/05 – 17h – ‘Arte na Cozinha’– com a Chef Marta Torres:

Ainda no feriado, a artista e Chef Marta Torres mostrará todo o seu talento em um workshop que mescla arte e gastronomia. A Chef, que é especialista em esculturas em frutas e legumes, vai dar algumas dicas para quem quer aprender os segredos para deixar a mesa ainda mais bonita e decorada.

2/5 – 15h e 17h – ‘Conservação e reciclagem de alimentos’– com o Senac:

Dicas e orientações sobre como conservar e reaproveitar os alimentos em casa serão fornecidas ao público em dois workshops ministrados por especialistas do Senac.

3/5 – 15h – ‘Preparo de sobremesa’– com o Chef do Mousse Cake, Guilherme Rodrigues:

Se a entrada é o aperitivo que aguça e prepara o paladar para o prato principal, a sobremesa é o item indispensável para uma refeição completa. Por isso o Chef Guilherme Rodrigues traz dicas para o preparo de uma deliciosa sobremesa. Vale a pena conferir!

 

Pratos por apenas R$36,90

Durante a ‘Temporada Gourmet’, de 24 de abril a 3 de maio, os principais restaurantes do Center Shopping irão oferecer pratos variados e alguns preparados unicamente para este grande evento, com preço único de R$36,90 – com entrada, prato principal e sobremesa. Conheça os pratos oferecidos para esta primeira edição da Temporada Gourmet:

Barolo: para a entrada ‘Salada Verde’, tendo como prato principal um delicioso ‘Escalope de Filé’ e de sobremesa uma ‘Cassata Italiana’.

Chima: para a entrada ‘Tartar de Angus’, tendo como prato principal um saboroso ‘Steak Chima na Parrilha’.

Empório Divino: para a entrada ‘Bruschetta de zucchini’, tendo como prato principal um tradicional ‘Roast beef e backed potato com vegetais’ e de sobremesa uma deliciosa ‘Sweet cream and berries’.

Keiretsu: para a entrada uma ‘Taça’, tendo como prato principal um saboroso ‘Combinado Musashi’ e de sobremesa um ‘Sushi de chocolate com sorvete’.

Mousse Cake: para a entrada uma ‘Salada’, tendo como prato principal um delicioso ‘Filé ao Creme de parmesão trufado’ e de sobremesa um ‘Mini Fried Keeki’.

Outback Steakhouse: para a entrada Salada Caesar, prato principal um delicioso ‘Junior Ribs’e ainda de sobremesa Mini Spotted Dog Sundae.

Point do Barolo: uma deliciosa porção de bolinho de tilápia, acompanhados de três chopps.

 

GA Comunicação

10 curiosidades sobre cães e gatos que você provavelmente não sabia

Confira dez fatos curiosos sobre cães e gatos encontradas no livro Citizen Canine: Our Evolving Relationship with Cats and Dogs:

Gatos não vieram do Egito  — Historiadores já defenderam  que gatos foram domesticados no Antigo Egito, há cerca de 4 mil anos atrás, com base na aparência dos felinos na arte da época. Mas evidências arqueológicas e genéticas recentes sugerem que os gatos surgiram em Israel, Turquia e Iraque, e foram domesticados há 10 mil anos atrás — cerca de 5 mil anos antes do surgimento da civilização egípcia.

Cães podem ser mais inteligentes que chimpanzés  — Aponte para alguma coisa, e um cão vai olhar para o que você está apontando. Embora isto possa parecer uma habilidade simples, os nossos parentes mais próximos, os chimpanzés, não a possuem. Isso significa que os cães (e ao ​​que parece, os gatos também) podem possuir uma “teoria da mente” rudimentar – uma capacidade de intuir o que os outros estão pensando, o que é raro no reino animal.

Um massacre de gatos na Europa pode ter provocado a Peste Negra  — No início do século XIII, o Papa Gregório IX emitiu um édito que ligava os gatos à bruxaria e Satanás. Isso culminou com uma onda de matança de gatos por séculos, com os pobres felinos sendo apedrejados, pendurados e jogados nas fogueiras da Europa Medieval. Alguns historiadores acreditam que a quase extinção dos gatos permitiram que a quantidade de ratos portadores da praga aumentasse, ajudando a espalhar a Peste Negra que dizimou metade da população humana da Europa.

Cães eram enterrados em cemitérios humanos na Roma Antiga  — Os egípcios antigos adoravam os seus gatos, já os romanos antigos reverenciavam seus cães. Eles enterraram seus cãezinhos em cemitérios humanos, escrevendo elogios sentimentais para eles. “Estou em lágrimas enquanto te deixo em seu último lugar de descanso”, diz um, “tanto quanto me alegrei ao trazer você para casa com minhas próprias mãos há quinze anos.”

Cães e gatos são considerados propriedades — Embora possamos ver nossos animais de estimação como membros da família, a lei os classifica como propriedade, não são diferentes de um sofá ou uma torradeira. Este status é realmente um upgrade – um século atrás, os gatos e os cães eram considerados legalmente sem valor: poderiam ser roubados e mortos sem repercussão.

As coisas estão mudando — Nas últimas décadas, alguns juízes têm considerado animais de estimação mais do que uma simples propriedade.Alguns são tratados como crianças em casos de custódia, para decidir com quem devem ficar após um divórcio. Nos EUA, foram promulgadas leis anti-crueldade, punindo os abusadores com até dez anos de prisão e 125 mil dólares em multas.

No início, cães e gatos não eram criados dentro das casas  —  Gatos e cachorros só se tornaram verdadeiros membros da família a partir do momentos em que começaram a viver em nossas casas. Isso só aconteceu no final dos anos 1800, com o advento de shampoos para eliminar pulgas e carrapatos.

Animais de estimação costumam ser resgatados em desastres naturais  — Quase a metade das pessoas que não abandonaram suas casas durante o Furacão Katrina, ficaram para trás por causa de seus animais de estimação; e muitas delas morreram. No rescaldo da tempestade, o Congresso americano aprovou uma lei obrigando as agências de resgate a salvarem animais de estimação em desastres naturais.

Cachorros já foram representados por advogados  -– Nos EUA, houve pelo menos três processos judiciais desde 2007, onde um juiz atribuiu uma representação legal a um cachorro. Em 2012, por exemplo, um juiz da Georgia solicitou um advogado para um pit bull que havia sido condenado à morte por atacar uma criança pequena. O advogado argumentou com sucesso para poupar o cachorro, que agora vive em um abrigo em Nova York.

A maioria dos proprietários estariam dispostos a arriscar suas vidas para salvar seus animais de estimação — De acordo com uma pesquisa recente, mais de 90% dos proprietários consideram seus animais de estimação como um membro da família. Para mais da metade, seria “muito provável” que arriscassem suas vidas para salvar seus animais de estimação, e – caso estivessem presos em uma ilha deserta — metade dos proprietários afirmaram que preferem viver seus dias com um gato ou um cão do que com um humano.

Via: Huffington Post

Open chat
1
Contato apenas para orçamentos.
Contato apenas para orçamentos. https://fernandoprado.com/2015/04