Presidente da Comissão de Cultura da OAB Uberlândia-MG é eleita

A presidente da Comissão de Cultural da Ordem dos Advogados do Brasil – 13ª Subseção – OAB Uberlândia, Katia Bizinotto, atriz e advogada, assumirá como titular, a cadeira de “Entidades de Trabalhadores e Entidades Empresariais”. Além de Katia Bizinotto, a cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, terá mais 02 representantes no Conselho Estadual de Política Cultural de Minas Gerais – Consec-MG: o músico Ênio Bernardes representará a música como membro suplente; e o dançarino Alexandre Molina foi reconduzido como titular pelo próprio Consec, no segmento “Dança”. A eleição foi realizada em todo o estado, nos dias 15, 16 e 17 de dezembro, via internet. Todos os cidadãos portadores do título de eleitor registrados em Minas Gerais puderam votar.

 

O pleito foi marcado pela democratização na participação popular e pelo recorde de votação. Sabendo da importância desse espaço de reflexão sobre políticas públicas da cultura, a sociedade correspondeu às expectativas e participou ativamente da eleição. Ao todo, 4269 cidadãos – número recorde desde a criação do Consec – oriundos de 212 municípios mineiros escolheram representantes para os 14 segmentos culturais. A renovação de 64% entre os titulares da sociedade civil e a imensa participação dos cidadãos no segmento de cultura afro-brasileira – a mais expressiva, que contabilizou 911 votos – também foram fatores de destaque da eleição, totalmente feita pela internet. O resultado foi divulgado na 19ª reunião do Conselho, realizada nesta segunda (19), e a publicação no Diário Oficial do Estado acontece nesta quarta (21).

 

O Consec

 

O Consec é um órgão colegiado de caráter consultivo, propositivo, deliberativo e de assessoramento superior da Secretaria de Estado de Cultura que auxilia na criação de condições para que todos mineiros exerçam seus direitos culturais e tenham acesso aos bens culturais.

 

Devido à sua composição paritária, o Consec atua como uma instância da sociedade civil junto ao poder público. Compete ao Conselho: acompanhar a elaboração e a execução do Plano Estadual de Cultura; manter instâncias de discussão com as associações representativas de artistas e produtores culturais; contribuir para a integração entre os órgãos públicos e entidades do setor cultural; manifestar-se sobre programas regionais de incentivo, gestão de acervos culturais entre outros.

 

O Conselho é formado por representantes dos segmentos: Audiovisual e Novas Mídias; Culturas Populares Tradicionais e Folclóricas; Culturas Afrobrasileiras; Dança; Circo; Design e Moda; Entidades de Trabalhadores e Entidades Empresariais; Literatura; Livro e Leitura; Museus e Artes Visuais; Música; Patrimônio Material e Imaterial; Produção Cultural e Teatro.

 

OS ELEITOS:

SEGMENTO TITULAR SUPLENTE
Audiovisual e novas mídias Marco Aurélio Ribeiro Carlos Maurilio Ribas de Souza
Circo Xisto José Pinto Costa Sula Kyriacos Mavrudis
Culturas afro-brasileiras Gaspar José da Cunha Rafael Luiz de Aquino
Culturas indígenas não houve candidato não houve candidato
Culturas populares, tradicionais e folclóricas Bruno Dias Bento (*) Sandro Areal Carrizo
Dança Alexandre Molina (*) Maria Regina Fagundes Amaral
Design e moda Rodrigo Antônio Cezário não houve candidato
Entidades de trabalhadores e entidades empresariais Katia Bizinotto Macedo Soares Maria Magdalena Rodrigues da Silva
Literatura, livro e leitura Rosana de Mont’Alverne Neto José de Alencar Mayrink
Museus e artes visuais Jeferson Rios Domingues Elisabeth Lobato Fernandes
Música Frederico Furtado (*) Ênio Bernardes de Andrade
Patrimônio material e imaterial Cacilda Ribeiro Guilardo Veloso de Andrade Filho
Produção cultural Paulo Morais (*) Severo Antonio da Silva
Teatro Antonio Carlos Ferreira (*) Maurílio Lemos Romão

(*) candidatos reconduzidos, conforme estabelece a legislação.

Categorias: Notícias Locais

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.