Pesquisa aponta que o brasileiro lidera uso de apps por dia, mas essa liderança exige cuidados dos usuários

Os brasileiros acessam aproximadamente 11 aplicativos por dia em seus tablets e celulares, gastando 180 minutos diários nos apps de acordo com estudo realizado em 9 países pelo App Annie, divulgado no site Olhar Digital. Segundo a publicação, em 2015 o brasileiro passava pouco mais de 150 minutos por dia nos apps e no início deste ano foi registrado um crescimento desta permanência em 30%. Esses números servem como alerta para cuidados necessários por parte dos usuários e revela oportunidades para empreendedores, de acordo com o engenheiro de software e diretor de engenharia da CroSoften Tecnologia, Rafael Melo.

As pessoas estão acostumadas com o uso de dispositivos móveis, principalmente o celular, que possivelmente nem percebem que utilizam tantos aplicativos diariamente e ficam até 3 horas com o tempo ocupado nesta utilização ao longo do dia. De acordo com o engenheiro de software, esta nova utilização dos celulares revela a importância na hora de fazer a compra de um aparelho, pois para que atendam as necessidades dos usuários devem ser observados alguns requisitos. “A cada dia, surgem novos apps para os mais variados fins, somados aos já tradicionais e conhecidos de redes sociais, bancos e comunicação. É grande o número de pessoas que utilizam aplicativos para leitura, estudos, paquera, controle de contas e até atividades físicas. O que muitos não se atentam é que esses aplicativos ocupam espaço em sua instalação e exigem memória para utilização, por isso na compra de um celular ou tablet é preciso imaginar o que vai utilizar para fazer a melhor escolha com o custo/benefício adequado”, alerta Rafael Melo.

De acordo com o estudo do App Annie, o tempo total gasto de 3 horas é dividido em diversos aplicativos e não apenas em um ou outro. A pesquisa aponta que na maior parte dos países analisados, apenas 20% do tempo é gasto com os apps mais baixados, como o Facebook e o WhatsApp. “É preciso lembrar ainda que, além dos apps, a maioria dos usuários tem grande quantidade de fotos e arquivos que são baixados e recebidos em apps de mensagens também e tudo isso ocupa espaço e gasta memória”, ressalta.

Com as pessoas cada vez mais vez envolvidas no uso dos aplicativos, a quantidade instalações tem crescido e, ainda segundo a pesquisa, em 2016 foram baixados mais de 90 bilhões de apps para Android e iOS nas lojas oficiais. Essa quantidade indica também o crescimento de opções em aplicativos. “Temos visto a cada dia o surgimento de um novo app que tem algo interessante a oferecer. Solicitar um meio de transporte, adquirir produtos e serviços, lazer, tudo pode ser feito por meio dos aplicativos e com isso quem tem uma boa ideia pode também se tornar um grande empreendedor neste mundo virtual”, analisa Rafael Melo, ao lembrar que a busca por consultoria sobre como desenvolver e lançar aplicativos também tem crescido. “Muitas pessoas tem ideias, mas não sabem como fazer, daí nos procuram para saber qual o caminho. No entanto, ter a ideia não é suficiente para conseguir lançar um app e conquistar o público. Isso não é bem assim, é preciso uma pesquisa, estudos direcionados e estratégias para atingir bons resultados. Para isso existem consultorias em tecnologia e negócios, como as que fazemos”, conclui o engenheiro.

Categorias: Notícias Locais

Deixe uma réplica

Seu email não pode ser publicado.